Carlos Brito. Foto: divulgação.

A Dimension Data, multinacional de soluções em infraestrutura de TI, anunciou um investimento de R$ 10 milhões para uma nova sede em São Paulo, aproveitando o ritmo de crescimento no país, onde dobrou seu faturamento em 2014.

Além da nova sede, prevista para 2016, o investimento também irá para a capacitação e contratação de profissionais, e na ampliação da infraestrutura de Cloud, com novos equipamentos dedicados à esta oferta.

O reforço na oferta em cloud vem no rastro da inauguração, realizada no ano passado, do Managed Cloud Platform (MCP), seu centro de dados para entrega de serviços virtualizados, elevando para 15 o número de MCPs implantados em todo o mundo.

A unidade local fornece aos clientes da região e organizações multinacionais com presença na América Latina acesso a ofertas de serviços virtualizados com controles empresariais para gerenciamento de ambientes em nuvem.

“Do ano passado para cá registramos um aumento de mais de 30% em projetos de cloud, o que mostra que o brasileiro está mais consciente das suas vantagens, inclusive aqueles setores mais resistentes à adoção da nuvem, como o financeiro, por exemplo”, comenta Augusto Panachão, Cloud and Solutions Director da Dimension Data Brasil.

Além do reforço na oferta cloud, o investimento na equipe segue sendo um foco para cumprir as metas de entrega da companhia, segundo aponta Carlos Brito, presidente da Dimension Data no Brasil, destacando que mais contratações estão previstas para o próximo semestre.

“É praticamente um pré-requisito nosso contratar quem tenha experiência em todos os tipos de modelo de nuvem (pública, privada e híbrida)”, afirma o presidente.

Atuando em mais de 58 países, a Dimension Data é a maior parceira global da Cisco no mundo e mantém diversas parcerias estratégicas com grandes companhias como EMC, NetApp, Riverbed, F5, Juniper, Check Point, Microsoft. Globalmente, a empresa tem um faturamento anual de US$ 8 bilhões.

No Brasil, a Dimension Data atua desde 2007 com foco nas áreas de comunicações convergentes, segurança e gerenciamento de serviços. Em 2010, a multinacional se tornou parte do grupo japonês NTT Data, um dos maiores do mundo no segmento de TI.