A UFPel terá o primeiro doutorado na área de informática no interior do Rio Grande do Sul. Foto: Divulgação.

A CAPES aprovou o pedido de abertura do curso de Doutorado em Ciência da Computação pelo Programa de Pós-Graduação em Computação da UFPel. Esse é o primeiro doutorado na área no interior do Rio Grande do Sul.

O Programa de Pós-Graduação em Computação (PPGC) da UFPel é composto por quatro linhas de pesquisa: fundamentos da computação, processamento paralelo e distribuído, sistemas digitais e embarcados e sistemas inteligentes.

A área de Computação da UFPel foi iniciada em 1992 com o curso de Informática (hoje Ciência da Computação). Depois, em 2009, foi lançado o curso de Engenharia de Computação e, em 2010, o de Mestrado em Ciência da Computação.

O departamento hoje agrega mais de 400 alunos e 26 docentes. 

O ingresso se dará por meio de edital público de seleção e a expectativa é de que o primeiro seja lançado ainda este ano. 

Ainda não há definição sobre número de vagas oferecidas. Atualmente, o coordenador do doutorado é Felipe Marques, em final de mandato. Um processo eleitoral para definir o novo coordenador deve acontecer até o final de maio.

O lançamento do curso é mais um avanço na área tecnológica de Pelotas. Outro passo importante é a abertura do Pelotas Parque Tecnológico, que está em fase final de implantação.

No final de 2013, a prefeitura de Pelotas assinou o contrato para a construção da sede do parque, um investimento de R$ 3,7 milhões obtido junto ao Ministério da Ciência e Tecnologia. A meta anunciada na época era de atrair empresas ligadas a TI e economia criativa.

Entre as empresas da área na cidade está a AG2 Publicis Modem, uma das maiores agências digitais do país, que em 2012 investiu R$ 1 milhão no centro de desenvolvimento local, e a companhia de e-learning Gestum.

A Universidade Federal de Pelotas foi  criada em 1969. Hoje, conta com quase 20 mil alunos de graduação e cerca de 2 mil entre mestrado e doutorado. A universidade oferece 98 cursos de graduação, 19 de doutorado, 41 de mestrado, e 17 de especialização.