AUTOMAÇÃO

Petrobras realiza hackathon com SAP Labs

12/04/2021 16:27

A equipe vencedora desenvolveu uma solução para otimizar os trâmites de expedição de materiais.

A estatal brasileira de petróleo é usuária de sistemas da SAP desde 1999. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Tamanho da fonte: -A+A

A Petrobras desenvolveu um processo de automação durante o Innoweeks Petrobras, um hackathon interno realizado com mentoria de especialistas da SAP Labs Latin America, que reuniu os laboratórios de inovação das duas empresas. 

Batizada de Expedição Inteligente, a solução foi desenvolvida durante quatro semanas e tem como objetivo otimizar os trâmites de expedição de materiais da companhia — com o potencial de gerar uma economia de até R$ 37 milhões por ano.

Segundo a empresa, a ferramenta criada também conta com recursos para otimizar operações de armazenamento, como emissão de remessas e notas fiscais de transporte, separação de materiais e embarque. 

“Com este produto, esperamos aumentar a eficiência do processo de transferência, diminuindo custos com transferências não atendidas ou ineficazes”, explica Carlos Malta, membro do time e parte do Centro de Excelência em Robotização e Digitalização da Petrobras.

A competição contou com a participação de cinco times que, para chegar às soluções, percorreram quatro ciclos de desenvolvimento: criação de protótipos de baixa fidelidade, protótipo de alta fidelidade, protótipo funcional e arquitetura dos softwares.

No final, a equipe vencedora era formada por profissionais das áreas de suprimentos, tecnologia, logística, planejamento e gestão de estoques.

"Nessa parceria com a SAP, unimos nossos dois laboratórios, o SAP Labs e Corporate Labs. O resultado comprova que a co-inovação e a colaboração são fundamentais para o processo de transformação digital”, afirma Robert Nunes, Chief Digital Transformation Officer (CDO) da Petrobras.

A estatal brasileira de petróleo é usuária de sistemas da SAP desde 1999, sendo um dos primeiros e talvez o maior cliente da multinacional alemã no país.

A implementação na companhia foi um projeto monumental, envolvendo 2,7 mil profissionais da SAP e da Bearing Point a um custo total de US$ 260 milhões, conforme a Petrobras divulgou em 2003.

Em novembro do ano passado, a petroleira fechou um novo contrato com a SAP, prevendo o upgrade para o S/4 Hana, a última versão do software de gestão da multinacional rodando na nuvem, além da adoção de um pacote de novos produtos.

A lista das incluiu os sistemas de e-procurement Ariba, a solução de gestão de viagens corporativas Concur, o módulo de planejamento de vendas SAP IBP e a solução de análise de dados Analytics Cloud.

A SAP Labs Latin America é um centro de desenvolvimento e suporte da multinacional com 1,4 mil funcionários. Fundada em 2006 em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, é a única latino-americana entre os 20 centros mantidos pela companhia em todo o mundo.

Veja também

EXCLUSIVO
Multilaser troca Protheus por S/4 Hana

A fase inicial do projeto deve levar nove meses e será realizada com a ITS.

CERRADO
Seidor Brasil abre em Goiânia

Novo escritório deve reforçar a presença da parceira SAP no Centro-Oeste.

TESTES
Prime Control monta negócio SAP

Empresa de Curitiba quer aumentar o uso de testes em projetos com tecnologia SAP.

ENTREGAS
Sapore vende startups para B2W

Companhia passou para frente a Shipp e a Packk, voltadas para logística, e ficou com a Zaitt.

DIRETOR
Giampietro, ex-SAP, assume Américas na Citrix

Brasileiro estará à frente da companhia nos mercados latino-americano e canadense.

PEDALADA
Google troca Oracle por SAP

Gigante migra para o software financeiro do S/4 Hana, rodando na sua nuvem.

NAMORO
Thomson Reuters tem canais SAP

Megawork é a primeira parceira SAP a vender software fiscal da TR, uma mudança importante.

CURRÍCULOS
Fernanda Amorim, ex-Page, é sócia na Find HR

Consultoria de RH focada em tecnologia está reforçando o time.

Zs
Mignow tem Cardenuto no conselho

Companhia automatiza migração para S/4. Executivo foi um peso pesado na SAP.

INVESTIMENTOS
Rimini: fazer upgrade no ERP não compensa

Para CEO da Rimini, clientes SAP tem que evitar ao máximo a ida para o S/4. Ou nem ir.