VAREJO

Santos, ex-BRF, no P&D da Linx

12/02/2019 13:28

Executivo tem 20 anos de carreira em empresas como BRF e Pão de Açúcar.

Ney Santos.

Tamanho da fonte: -A+A

Ney Santos, ex-CIO da BRF, acaba de assumir o cargo de VP de Pesquisa e Desenvolvimento da Linx, maior companhia brasileira de software para o setor de varejo.

Santos é um executivo experiente, com passagens pelo cargo de CIO de companhias como Carrefour e Sadia, além de duas passagens pelo comando da TI do Grupo Pão de Açúcar, uma delas totalizando quase uma década.

No novo cargo, Santos estará à frente da estratégia de desenvolvimento de novos produtos assim como a evolução das soluções já existentes, além de TI corporativo e suporte.

O ocupante anterior da posição, Gilsinei Hansen, foi promovido em julho do ano passado para o cargo de VP de Operações da companhia.

Hansen veio para a Linx em 2016, oriundo da posição de ex-vice presidente de Sistemas e Segmentos da Totvs.

O cargo de VP de P&D vinha sendo ocupado de maneira interina pelo próprio CEO da Linx, Alberto Menache.

Santos terá na mão um orçamento grande. Em outubro de 2018 a Linx tomou um financiamento de R$ 388,4 milhões junto ao BNDES, a ser investido principalmente em pesquisas e desenvolvimento. 

O dinheiro do BNDES corresponde a 80% do Plano de Investimentos trienal da Linx até 2020, cujo valor total é R$ 485,5 milhões. 

Quase 95% destes recursos serão investidos em P&D. 

Na época, foi anunciado que o dinheiro criaria 250 novos postos de trabalho, um incremento de pouco menos de 10% na equipe da empresa, que tem 3 mil funcionários.

O volume de investimento é significativo. Toda a receita operacional bruta da Linx em 2017 chegou a R$ 656,1 milhões, o que correspondeu a um aumento de 15,5% em relação a 2016.

Não foram dados maiores detalhes do destino do investimento, mas o empréstimo aconteceu em um momento no qual a companhia está dando uma grande tacada para entrar no mercado de no competitivo mercado de aquisição de crédito - as famosas maquininhas.

Na nova área, a Linx Pay vai competir com companhias como PagSeguro e Stone, ambas capitalizadas por IPOs recentes e bem sucedidos.

A Linx tem algumas coisas a seu favor: a companhia é a líder isolada no segmento de varejo, com mais de 40% de share, no mercado de softwares de gestão de varejo.

Veja também

VAREJO
Star IT: receita chega a R$ 100 milhões

Companhia é líder em projetos com tecnologia SAP para o varejo.

AÇÕES
Sócios da Linx embolsam R$ 21 milhões

Com as ações da empresa bombando na Bolsa, é hora para colocar um dinheiro no bolso.

BIG RETAIL
Souza, ex-Oracle, assume grandes clientes da Linx

Nova área é liderada por ex-Oracle e atende nomes como Renner, Pernambucanas e Leroy Merlin.

ERP
Senior compra Mega

Com negócio, Senior atinge um faturamento de R$ 400 milhões.

COMANDO
Dennis Herszkowicz assume a Totvs

Gigante brasileira de ERP faz nova tentativa de transição de comando. Agora vai?

GESTÃO
OpenLaser gere unidades com Linx

A plataforma adotada foi a Linx Microvix Estética.

VAREJO
Obramax gere PDV com Linx

A Obramax inaugurou sua primeira loja em São Paulo neste ano.