BOLSA

B3 verifica identidades com Nextcode

11/11/2021 12:23

Processo é realizado para proteger dados na consulta permitida pela LGPD.

Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A B3, bolsa de valores oficial do Brasil, está usando a tecnologia da Nextcode, especializada na validação cadastral por meio de análise das informações de documentos, para proteger os dados pessoais dos seus usuários.

Como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) permite que os usuários verifiquem as informações armazenadas sobre eles, a ferramenta checa se aquela pessoa é realmente quem diz ser, evitando possíveis vazamentos de informações durante o envio.

Para receber um relatório sobre as informações, o requerente deve passar por uma checagem no onboarding digital da Nextcode, onde uma série de informações são analisadas. Integrada à plataforma, a empresa utiliza a One Trust.

Neste processo, são verificados aspectos como prova de vida, validações sobre a originalidade de documentos de identificação, apuração das informações na base de dados da Receita Federal e se as fotos são originais.

Para isso, a Nextcode trabalha com uma tecnologia chamada documentoscopia, que envolve o tratamento das imagens dos documentos com apoio de machine learning, analytics e inteligência artificial. 

“Com todo o conhecimento e expertise que a Nextcode tem, eles possuem uma base de dados muito maior do que teríamos se esse processo de verificação fosse feito internamente”, afirma Simone Sunaga, coordenadora de proteção de dados da B3.

Por meio da Darwin Startups, a Nextcode tem contato com a B3 desde sua aceleração, uma vez que a empresa do mercado financeiro tem uma parceria com a aceleradora e conta com o apoio de startups em demandas técnicas que não fazem parte de seu core business. 

Com o aumento do número de fintechs e a digitalização do negócio dos players mais tradicionais do mercado financeiro, empresas como a Nextcode estão bombando: em 2020, com o embalo adicional do coronavírus, a companhia multiplicou seu faturamento oito vezes.

A companhia deve chegar a 100 funcionários até o final do ano e atende clientes como Easynvest, Havan eEwally, processando 4 milhões de imagens mensalmente em um tempo médio de 6 segundos e uma taxa de acerto de 96%.

Veja também

CARTÕES
Elo previne fraudes com FICO

A plataforma adotada identifica novos padrões de crimes financeiros.

SENHAS
Perto adquire HSM da Kryptus

Fabricante de ATMs melhora a segurança da sua criptografia com novo módulo de HSM.

AO VIVO
Seminário Sucesu-RS está de volta

Evento tradicional da comunidade de TI gaúcha retorna ao formato presencial.

GRÃOS
NovaAgri migra para o S/4 Hana

Companhia de agronegócio era usuária do Dynamics, da Microsoft.

BICHOS
Mocka aposta em pets com Flockr

Aplicativo reúne funcionalidades focadas em saúde animal e uma rede social. É um mercado enorme.

CENÁRIO
Segurança X UX

Resolver esse atrito é o grande desafio para o Brasil em 2022.