Cisco mete a mão no bolso e compra mais uma. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Cisco fechou nesta terça-feira, 10, a aquisição da norte-americana Whiptail, desenvolvedora de sistemas de armazenamento em memória flash, em um negócio de US$ 415 milhões.

A empresa será uma nova engrenagem na estratégia da Cisco em fornecer infraestruturas convergentes de comunicação, com servidores, armazenamento, redes e software - os chamados sistemas de computação unificada (UCS, na sigla em inglês).

Com a tecnologia da Whiptail, um único servidor flash pode ser capaz de absorver a carga de trabalho de vários servidores que operam usando discos rígidos tradicionais. Sediada em New Jersey, a Whiptail conta com cerca de 80 empregados.

Segundo destacou a Cisco para a Reuters, a oferta dos produtos da Whiptail permitirá às organizações simplificar data centers e ambientes virtualizados ao processar mais dados em menos tempo.

Conforme os termos do acordo, a Cisco pagará em dinheiro por 100% do capital social da Whiptail. A transação deve ser concluída no primeiro trimestre do ano fiscal de 2014 da Cisco, a ser encerrado em outubro.

Segundo o analista da ISI Brian Marshall, a compra é um passo importante que coloca a Cisco de vez na indústria de storage para empresas, um mercado que movimenta US$ 50 bilhões ao ano.

"A Cisco está adotando uma postura mais ofensiva agora e não vai mais focar somente em parcerias existentes para sistemas de armazenamento, como as com EMC e NetApp", observou.

Também baseada em sua política de fortalecer seu portfólio de UCS, em junho a gigante das comunicações anunciou a aquisição da Composite Software, fornecedora norte-americana de sistemas e serviços de virtualização de dados, por US$ 180 milhões.

Segundo a empresa, as soluções desenvolvidas pela Composite contribuem para que dados coletados através da rede sejam consolidados em só lugar. Para a Cisco, esta análise de dados lógica acelera e melhora a tomada de decisão.