Eduardo Mangione, CEO da Netfarma. Foto: Divulgação.

​A​ Netfarma acaba de lançar o recurso de compra automática no e-commerce da marca. A expectativa da empresa é que a ferramenta represente cerca de 10% do faturamento total da Netfarma no final do primeiro ano de lançamento. 

“A Compra Automática é um passo fundamental em nossa estratégia de negócios a longo prazo. A Netfarma construiu uma base sólida de clientes e oferece um portfólio de produtos com um forte perfil de recorrência”, afirma Eduardo Mangione, CEO da Netfarma.

Segundo ele, a empresa realizou estudos abrangentes e minuciosos para a implementação dessa plataforma online.

“A implementação efetiva desse serviço exigiu forte planejamento estratégico, com a união de forças das áreas de TI, logística, compras e marketing, para que a partir desse momento o consumidor possa se beneficiar dessa opção de compra”, completa.

A Compra Automática está ativa no site de vendas e permite que o consumidor escolha os produtos de que tem necessidade de receber em casa com frequência, sem ter que repetir o processo de compra todos os meses. 

O objetivo é simplificar a rotina com a automatização dos itens que são mais utilizados para a manutenção da saúde, beleza e higiene, como anticoncepcionais, medicamentos de uso contínuo, fraldas infantis e geriátricas, shampoos, condicionadores, produtos para bebês e crianças, para barba e depilação, entre outros. 

“Esses são itens que percebemos, estudando o comportamento dos nossos consumidores, que costumam ter uma frequência acentuada de compra no site, trazendo a liberdade de não ter mais que se preocupar com isso cada vez que o item acaba”, relata Mangione. 

A automatização da compra tem planos para a entrega dos itens selecionados em qualquer lugar do Brasil, com intervalos de 30, 60 ou 90 dias. Além de montar a compra automática, o cliente escolhe o dia do mês para o faturamento no seu cartão e na entrega dos itens. 

A compra automática oferece três planos de assinatura que possuem benefícios progressivos. Na compra de até R$ 99, o consumidor ganha um desconto adicional de 2%; a compra de R$ 100 a R$ 140 ganha 5% de desconto e valores maiores de R$ 140 rendem um desconto de até 15% e frete grátis, no caso de residir em São Paulo.

Apesar de não ser necessariamente um modelo clássico de “clube de assinatura” - por ter uma gama de produtos grande a ser escolhida e montar kits personalizados para cada consumidor - a compra automática conta com alguns dos benefícios desse modelo para o e-commerce.

O recurso garante consumidores fiéis, receita recorrente e estoques previsíveis, o que costuma ser um problema para lojas virtuais tradicionais.

Por isso, o segmento de clubes de assinaturas está crescendo no Brasil. Hoje, mais de 1 mil empresas trabalham com esta proposta e devem faturar R$ 1  bilhão em 2015, o dobro do valor conquistado no ano anterior.

Um levantamento realizado pela Exame aponta que 35% das empresas de assinaturas atuam no ramo de bebidas, como Wine e Clubeer. O segundo segmento com maior mercado é o de higiene pessoal, que concentra 30% dos clubes - entre eles Glambox e Bebê Store.