"Ae Forlán, fiz mais pontos que você no joguinho". Foto: Alexandre Lops/divulgação.

O Sport Clube Internacional anunciou uma parceria com a desenvolvedora espanhola de games sociais From The Bench para incluir o clube gaúcho no game Football Manager 2014.

No jogo gratuito, disponível em apps para iOS, assim como uma versão web para Facebook, os usuários jogam como dirigentes de um clube, gerenciando recursos para a contratação de jogadores e melhorias no time.

Com isso, os jogadores podem enfrentar outros jogadores de todo o mundo, desafiar amigos e disputar contra outros clubes. À medida em que se joga, o jogador recebe escudos e dinheiro in-game para investir no clube. Upgrades também podem ser comprados em microtransações dentro da loja do game.

O Inter é um dos quatro primeiros times da América Latina a integrar o roster de clubes no Fantasy Manager. Os outros são os brasileiros São Paulo e Corinthians, e o argentino Boca Juniors.

Entrando na franquia Fantasy Manager, o clube gaúcho se soma a outros nomes de peso do futebol mundial que também participam do game social, como os italianos Juventus, Milan e Internazionale, os espanhóis Barcelone e Real Madrid, e os ingleses Chelsea, Arsenal e Liverpool.

Para ter uma ideia de público do game, o Fantasy Manager do Real Madrid conta com uma base de 130 mil usuários ativos mensais. Até o momento, 27 clubes já cederam seus direitos para o game.

"Trata-se de uma grande oportunidade de incrementarmos nosso mobile marketing, a partir de uma comunicação mais pessoal e direta com nossa apaixonada massa de torcedores", define Jorge André Avancini, diretor executivo de Marketing do Inter.

O Inter já tem contrato de participação em outros jogos eletrônicos, como na franquia Pro Evolution Soccer, da japonesa Konami, onde é exclusividade desde a edição 2011 do game.

PUXANDO A FRENTE
Apostando no mercado de fantasy games, o Inter puxa a frente brasileira em um segmento que movimenta cerca de US$ 1 bilhão anuais nos Estados Unidos, em esportes como futebol americano, baseball e basquete.

Segundo dados do Fantasy Sports Research Group, jogadores de fantasy sports gastam uma média anual de US$467,60 com a brincadeira. No Brasil, este mercado é ainda incipiente, mas há potencial.

Iniciativas nacionais como o Cartola FC mostram que há um público interessado, levando em consideração que o site de fantasy football conta com cerca de 2 milhões de usuários, segundo dados da Globo.com, que sedia o game social.