Divulgação, ell brown/Flickr

Tamanho da fonte: -A+A

A empresa Spectrum Interactive está instalando pontos de Wi-Fi nas tradicionais cabines telefônicas das ruas de Londres. No total, serão 1.800 hotspots, informa a empresa.

Para acessar o sinal, os usuários deverão informar seu número de celular e obter um cupom em lojas próximas das cabines. Com esse cupom, terão direito ao acesso gratuito.

Criadas na década de 1920, as cabines vermelhas são uma marca registrada da capital inglesa.

Uma iniciativa similar foi tentada no Brasil no ano passado, com a instalação de orelhões com Wi-Fi pela operadora Oi na orla de Ipanema. Em função da falta de charme, o projeto foi descontinuado.

Considerados feios pela prefeitura, os equipamentos foram desinstalados.

Em Londres, a iniciativa da Spectrum é elogiada na imprensa britânica especialmente pelas Olimpíadas, que se realizam na cidade nesse ano.

A ação complementa outras medidas de inclusão digital. É o caso da operadora O2, que anunciou que vai oferecer cobertura de wi-fi gratuita em dois bairros do centro de Londres durante as Olimpíadas de 2012.

De acordo com a companhia, essa será a maior zona de conexão à internet gratuita da Europa.
 
Os dois bairros beneficiados são Westminster, onde ficam pontos turísticos conhecidos como  o Palácio de Buckingham, o Parlamento, o Big bem e o número 10 da rua Downing, residência do primeiro ministro britânico.
 
Cerca de 282 mil pessoas moravam na região em 2008. Outras 500 mil trabalham na área.
 
Já Kensington and Chelsea, um bairro adjacente, tem 158 mil habitantes em 12 km quadrados, incluindo a área chique de Nothing Hill.

O Brasil também receberá os Jogos, em 2016.

Por aqui, o esforço do governo é de levar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) a todos os municípios até 2014, data da Copa do Mundo no país, e contar com o 4G nas cidades-sede na mesma data.