Davi Viana.

Tamanho da fonte: -A+A

Davi Viana, ex-head de vendas da Intuit no Brasil, acaba de assumir o cargo de country manager da multinacional de software de gestão para pequenas empresas no país.

Ele substitui Lars Leber, contratado em agosto de 2017 para assumir a posição e agora promovido para VP de Austrália, Mercados Emergentes e Expansão Global da Intuit.

Viana entrou na Intuit em dezembro de 2019, vindo da Avante.com.br, uma fintech focada no  público microempreendedor de baixa renda da qual ele foi um dos fundadores, em 2012.

O executivo tem outras experiências que são um bom background para liderar a Intuit, como ter sido diretor do produto Techfin da Totvs, ou ter liderado o portfólio de produtos para pequenas e médias empresas no Itaú para São Paulo, no qual entrou como trainee em 2006.

Um country manager promissor, portanto. A Intuit valorizou a contratação, abrindo a novidade inicialmente para revistas focadas no público empreendedor, como Exame, Pequenas Empresas Grandes Negócios e Isto É Dinheiro durante o mês de janeiro.

A reportagem do Baguete descobriu a contratação em seus passeios diários pelo Linkedin. Questionada sobre o assunto, a Intuit enviou prontamente uma nota que estava guardada em alguma gaveta.

“Quando olhamos para o mercado de PMEs, ainda existe uma oportunidade muito grande de desenvolvimento de um ecossistema que pode disponibilizar para empreendedores tudo que eles precisam para prosperar. Queremos fazer da Intuit um player que vai contribuir para alavancar este segmento”, afirma Viana no texto.

A Intuit é uma gigante, com faturamento de US$ 6,7 bilhões no último ano fiscal. No entanto, 95% dessa receita vem dos Estados Unidos, onde a empresa é líder de mercado.

A companhia entrou para valer no Brasil em 2015, com a aquisição da ZeroPaper, uma startup de sistema de gestão na nuvem para profissionais autônomos e micro empresas na qual a Totvs tinha participação.

Quatro anos depois, em agosto de 2018, a empresa lançou no país uma versão local do QuickBooks Online, um dos seus principais produtos, voltado para pequenas e médias empresas. 

Entre os pequenos empresários que são seu público alvo no país, a empresa é provavelmente ainda pouco conhecida, em meio a um mercado fragmentado e com fortes concorrentes locais como a ContaAzul, a grande aposta de investidores nesse segmento, ou os produtos de entrada da Totvs.