John McAdam.

A F5 Networks, que afirma ser líder em soluções de redes de entrega de aplicações (ADN, na sigla em inglês), fechou o seu ano fiscal encerrado em setembro com um faturamento de US$ 2 bilhões, uma alta de 4% frente ao ano anterior.

O resultado representa uma desaceleração frente a 2015, quando a companhia cresceu 11%.

O faturamento do último trimestre foi de US$ 525,3 milhões, um aumento de 6% em relação ao terceiro trimestre e um salto de 5% sobre o faturamento no mesmo período de 2015.

O balanço levou a uma alta de 3% nas ações, uma vez que a expectativa dos analistas era de US$ 520 milhões.

Para o primeiro trimestre do ano fiscal de 2017, que termina em 31 de dezembro, a F5 Networks estabeleceu uma meta de receita de US$ 510 milhões a US$ 520 milhões, uma alta de entre 4% e 6%.

Em nota divulgada para imprensa, John McAdam, presidente da F5, argumenta que a capacidade do portfólio de produtos F5 em fazer orquestração de fluxos de tráfego SSL aumenta em valor à medida em que crescem as ameaças de ataques.

Segundo ele, ainda é possível provisionar as soluções de segurança baseadas em proxy para implementar um consistente stack de segurança em infraestruturas on-premise, off-premise e de nuvem pública.

De olho nessas oportunidades, a companhia está investindo em treinar equipe para atender clientes usando Amazon Web Services e Azure. A F5 já coloca seus produtos nos marketplaces dessas duas empresas.

A situação na F5, no entanto, é menos definida do que parece. McAdam voltou a posição de CEO como interino depois da saída inesperada de Manny Rivolo. A busca pelo novo CEO começou em julho, informa a Geekwire.

Também correm notícias na imprensa americana que a F5 contratou o banco de investimentos Goldman Sachs para avaliar eventuais ofertas de aquisição, o que McAdam se recusou a comentar em conferência com analistas. 

NO BRASIL

A F5 Networks anunciou em dezembro de 2015 Rita D’Andrea como nova country manager da F5 Networks Brasil. Ela substitui André Mello, que depois de sete anos no cargo assumiu a função de diretor de negócios de data center e cloud da Agility Networks.

Antes de ingressar na F5 Networks, Rita D’Andrea foi country manager da HP Networking Brasil. A executiva trabalhou também na 3Com e na Nortel, companhia onde atuou por cerca de 10 anos.