O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições, na última sexta-feira, a aquisição da empresa de software RDI Brasil, do grupo McDonald's, pela Capgemini. 

A operação foi notificada em junho deste ano, mas não teve o valor divulgado.

Com o negócio, a Capgemini se torna detentora de 100% da participação societária na RDI, que até então pertencia ao McDonald's. Já a RDI detém participação integral na RDI Brasil.

Atualmente os serviços prestados pela RDI Brasil são exclusivamente destinados a restaurantes da marca McDonald’s. A empresa fornece à rede de fast food serviços de desenvolvimento, teste, implantação e suporte de softwares para pontos de venda.

O Cade relata que a operação não acarreta mudanças na estrutura de oferta do mercado ou impactos concorrenciais negativos no Brasil.

A organização antitruste ainda ressalta que as participações de mercado do grupo adquirente estão bem abaixo do limite legal de 20%, patamar acima do qual se considera a possibilidade de exercício unilateral de poder de mercado. 

No Brasil, a Capgemini também oferta serviços de consultoria, terceirização e implementação de TI. A companhia emprega 8,5 mil pessoas no país e atende a mais de 200 clientes.

Com mais de 190 mil profissionais globalmente, a Capgemini está presente em mais de 40 países. O grupo reportou receita de € 12,5 bilhões em 2016.