A FIR Capital BZPlan acaba de abrir seu segundo fundo de investimento em startups. Foto: Ismagilov/Shutterstock.

A FIR Capital BZPlan acaba de abrir seu segundo fundo de investimento em startups. O Sul Inovação terá, inicialmente, R$ 50 milhões para aplicar em 12 companhias de tecnologia da região sul que tenham receita de até R$ 3,6 milhões por ano. 

Entre os principais investidores do Sul Inovação estão a Finep, por meio do programa Inovar Semente; o governo do Paraná; investidores privados e empresas como a Intelbras. 

O perfil do Sul Inovação é diferente do primeiro fundo da organização, o Santa Catarina, que funcionou entre 2010 e 2013 e tinha como objetivo apoiar empresas ainda sem vendas. O Fundo SCe aplicou, desde 2010, R$ 12 milhões em cinco empresas catarinenses de tecnologia: Axado (de gestão de frete), Clube de Autores (para publicação e venda de livros), CataMoeda (máquina que troca moedas por notas), MyReks e ClicBusiness (ambas de comércio eletrônico).

De acordo com Marcelo Ferrari Wolowski, diretor-presidente da FIR Capital BZPlan (operação conjunta entre FIR Capital e BZPlan), o objetivo é ter uma participação ativa na gestão das investidas, apesar da fatia minoritária adquirida. 

Cada empresa poderá receber até R$ 7,5 milhões em investimentos. O objetivo é alocar todo o recurso ao longo de cinco anos.

“Buscamos um perfil de startups mais maduras, que já tenham seu modelo de negócio funcionando e de preferência que estejam faturando. Mais importante, buscamos equipes qualificadas e multidisciplinares, o que impacta diretamente no desempenho operacional da empresa investida”, comenta o diretor-presidente.

Segundo a associação Anjos do Brasil, entre junho de 2014 e junho de 2015, houve um aumento de 14% nos investimentos realizados em startups na comparação com o mesmo período entre 2013 e 2014. No total, foram mais de R$ 784 milhões investidos.