SALÁRIO

Startup de SP paga 30% mais que de SC

10/04/2017 16:44

A pesquisa com 850 profissionais foi feita pelas startups GeekHunter e a Gama Academy.

Os salários em São Paulo são, em média, 30% maiores que em SC para juniors, plenos e sênior. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

O estado de Santa Catarina, dono de uma das maiores concentrações de startups de tecnologia do país, ainda tem salários significativamente mais baixos que os pagos em São Paulo, o maior mercado do Brasil.

É o que aparece em uma pesquisa com 850 profissionais feita pelas startups GeekHunter e a Gama Academy, na qual Santa Catarina e São Paulo respondem juntos por mais de 70%, com metade para cada lado.

O terceiro estado em respostas, Minas Gerais, tem apenas 15% e todos os demais juntos 10%.

Os salários pagos em São Paulo são, em média, 30% maiores nas faixas de estagiários, juniors, plenos e sênior, ficando um pouco mais próximos quando os pesquisados estão em nível master, com uma distância de 19%.

Assim, um estagiário em São Paulo ganha em média R$ 1,3 mil, contra R$ 1,088 de um catarinense; para um profissional júnior a comparação é R$ 3,375 x R$ 3,093; para um pleno R$ 5,492 x R$ 3,853; para um sênior R$ 7,680 x R$ 5,648 e para um master R$ 9,426 x R$ 7,654.

Apesar de não ter dados representativos em termos nacionais, a pesquisa tem um foco bastante delimitado em startups: a maior parte da mostra de empresas pequenas (39% tem de 1 a 10 colaboradores, 37% ficam na faixa dos 11 a 50) e quase a metade foram fundadas entre 2012 e 2014.

Em termos de foco de atuação, o maior grupo de respondentes foi o de desenvolvedores full stack, com 29%, seguido de perto por back end, com 28%.

Atrás estão 12% de front end e participações decrescentes abaixo de 10% para gerente de projetos, mobile, QA, DevOps, BI, data scientist e DBAs, respectivamente.

Nas três faixas com mais informações disponíveis, as cinco faixas salariais (de estagiário a master), são as seguintes:

Back-end: R$ 1,176, R$ 3,098, R$ 4,806, R$ 6,940 e R$ 8,583.

Frond-end: R$ 1,125, R$ 2,763, R$ 4,500, R$ 6,250 e R$ 8,214.

Full-stack: R$ 1,115, R$ 2,913, R$ 4,542, R$ 6,682 e R$ 8,833.

Em termos de benefícios, as startups não estão oferecendo muita coisa.

A grande maioria dos respondentes (90% e 80%) disseram dispor de horário flexível e não terem um dress code, o que já é esperado nesse segmento (comida grátis, outro chavão, ficaram só com 30%).

Outros 70% afirmaram ter vale transporte, 60% disseram ter planos de saúde e um pouco mais da metade vale refeição, benefícios típicos em empresas tradicionais.

Veja também

MOVIMENTAÇÃO
SC desponta como polo de Indústria 4.0

Com um setor de TI e industriais fortes, Santa Catarina está numa posição privilegiada no assunto.

OPORTUNIDADE
Investidores anjo terão fórum em SC

Quatro empreendedores terão a oportunidade de apresentar seus projetos.

ENERGIA
Floripa tem dois novos eletropostos

A iniciativa conta com recursos do Programa P&D ANEEL/Celesc.

OPERAÇÃO F7
Polícia de SC investiga ERP da sonegação

A Polícia Civil cumpriu 10 mandados de prisão relacionados à Operação F7.

STARTUP
Cata Company recebe R$ 5 milhões

O aporte será utilizado para o lançamento de dois novos produtos ainda neste ano.

INOVAÇÃO
Tigre busca startups com StartSe

Em parceria, as empresa vão identificar projetos relacionados ao planejamento estratégico da Tigre.

AGRO
Aegro leva aporte do SP Ventures

O fundo faz aportes que variam de R$ 2 a R$ 6 milhões por companhia.

CONTRATAÇÃO
Amartino troca Wayra por Microsoft

Mariano Amartino foi contratado para o cargo de diretor de Startups da Microsoft América Latina.