RESULTADO

Mercado de tablets tem 2º ano de queda

10/03/2017 09:34

Em 2016, foram vendidos aproximadamente 4 milhões de unidades.

Pelo segundo ano consecutivo, o mercado brasileiro de tablets teve queda. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Pelo segundo ano consecutivo, o mercado brasileiro de tablets teve queda. Em 2016, foram vendidos aproximadamente 4 milhões de unidades, o que representa uma diminuição de 32%  em relação a 2015. 

Os dados fazem parte do estudo IDC Brazil Tablets Tracker Q4, realizado pela IDC Brasil.

Do total de tablets vendidos no ano passado, apenas 26,5 mil foram notebooks com telas destacáveis.

“Em 2016, passado o boom de vendas de tablets, 80% do mercado ficou dominado por três empresas que resistiram ao período de crise e à canibalização destes dispositivos. Isso deixou o setor mais saudável e com produtos que oferecem melhor experiência de uso ao consumidor”, diz Wellington La Falce, analista de mercado da IDC Brasil.

Ainda de acordo com o estudo da IDC, os produtos colocados à venda em 2016 ficaram numa faixa de preço apenas 3% maior do que no ano anterior.

“Em 2015, os tablets custavam, em média, R$ 500. No ano passado, os preços ficaram na faixa de R$ 513”, completa La Falce.

A IDC Brasil estima que o mercado de tablets chegue à marca de 3,7 milhões de dispositivos vendidos em 2017, 7% a menos do que em 2016.

Veja também

RESULTADO
Venda de PCs tem pior trimestre do ano

O mercado brasileiro de PCs teve queda de 35% na comparação com o mesmo período de 2015.

HORTOLÂNDIA
Dell: IoT para controle da produção

O projeto promovido no Brasil deve ser replicado em outras unidades fabris da empresa no mundo.

TENDÊNCIA
IDC prevê gastos com IoT até 2020

Os gastos globais com IoT chegarão a US$ 1,29 trilhão em 2020.

2017
IDC prevê retomada de projetos

O setor de TIC deve crescer cerca de 2,5% em 2017.

PESQUISA
Segurança das empresas é fraca

O Brasil recebeu uma pontuação geral de 64,9 pontos de um total de 100 no Level Security Index.