Cariocas terão que digitar um número a mais. Foto: divulgação.

A Anatel marcou para 25 de agosto a 27 de outubro o período para mudança nas numerações dos telefones celulares, com o acréscimo no novo dígito, nos DDDs 12 a 19 de São Paulo, 21, 22 e 24 do Rio de Janeiro e 27 e 28 do Espírito Santo. 

 
Segundo informa o site Telesíntese, a Anatel determinou que os testes deverão começar de 60 a 30 dias antes, e os ajustes nas redes devem ser concluídos pelas operadoras pelo menos 20 dias antes das datas previstas para a migração.
 
As datas da transição de oito para nove dígitos foram traçadas conjuntamente pelas operadoras, Serviço Móvel Especial e a agência reguladora, com o objetivo de reduzir problemas e prejuízos possíveis para os usuários.
 
Mesmo após a mudança, está previsto um período de transição de 10 dias, em que as linhas estarão operando nos dois sistemas. Durante este período, as chamadas serão completadas, mesmo sem o novo dígito.
 
Segundo está previsto no caderno de requisitos técnicos elaborado pela Anatel, a meta é de que o padrão com o nono dígito esteja totalmente implantado no Brasil até 2016.
 
As soluções técnicas aprovadas foram baseadas na implementação do 9º dígito nos celulares da Região Metropolitana de São Paulo, realizada em julho de 2012. A migração ocorreu sem maiores problemas.