HPE também cortou funcionários.

A HPE fez um corte de profissionais do seu centro de pesquisa e desenvolvimento instalado no Tecnopuc, parque tecnológico da PUC-RS, em Porto Alegre.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada ao Baguete pela HPE.

“Tais ajustes são parte do programa de reestruturação previamente anunciado pela companhia, que inclui um esforço global para colocar foco em produtividade, controle de custos e redesenhar a força de trabalho”, afirma a companhia em nota.

A HPE não abre quantos funcionários foram demitidos. O Sindppd-RS, sindicato que homologa as demissões das companhias de TI sediadas no Rio Grande do Sul, confirma que foi procurado pela multinacional para discutir cortes, mas não foi informado ainda do número total.

Duas fontes próximas ouvidas pelo Baguete falaram em 34 demissões em Porto Alegre e mais três em São Paulo.

O corte na HPE acontece uma semana depois da HP Inc demitir 55 dos 300 funcionários. A HP Inc também não confirmou números, que nessa ocasião foram informados pelo  Sindppd-RS.

“A empresa não espera interrupção de projetos críticos e espera que o programa de P&D do Brasil continue a prosperar e desempenhe um papel crucial em nossa estratégia global", disse a HP Inc em nota. 

HP Inc e HPE a nasceram a partir da divisão da HP no final de 2015. Na época, a HP como um todo tinha maus resultados, com uma queda de 7% no faturamento para o ano fiscal, para US$ 103,4 bilhões.

Ambas empresas ainda não conseguiram reverter o curso. No último trimestre, as vendas da HP Inc caíram 4%, para US$ 11,9 bilhões, e as da HPE, 6%, para US$ 12,2 bilhões.

O histórico de pesquisa da HP no país começa ainda em 1999, quando foi feita a joint venture com a Edisa, uma empresa gaúcha então atuante nos mercados de PCs e ATMs. 

Em 2003, a HP se tornou uma das primeiras âncoras do recém-fundado Tecnopuc, parque tecnológico criado pela PUC-RS na área de um antigo quartel em Porto Alegre. 

Ainda em agosto de 2015, a empresa foi parceira de um novo prédio no parque gaúcho, construído com investimento de R$ 17 milhões.

A fase anda complicada no Tecnopuc, o maior parque tecnológico do Rio Grande do Sul e um dos mais importantes do país.

No começo de outubro, o Baguete revelou com exclusividade que a Dell, outra das âncoras do parque, estava de mudança para Eldorado do Sul, município da região metropolitana da capital onde a multinacional já teve uma fábrica e hoje mantém uma parte do seu comercial e administrativo.

O movimento deve ser concluído até o final do ano, afetando cerca de 900 funcionários.