REDE CORPORATIVA

Unifesp: segurança com Trend Micro

09/10/2014 11:35

Com o projeto, a Unifesp reduziu em 40% o número de spams.

Com o projeto, a Unifesp reduziu em 40% o número de spams. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Trend Micro, fornecedora de soluções de segurança, implementou um projeto de segurança da informação na rede da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O objetivo era melhorar a segurança da rede corporativa, englobando o acesso à internet e o recebimento e envio de e-mails.

A ideia era melhorar o nível de segurança, visto que as mensagens enviadas pelo domínio da Universidade estavam caindo constantemente em blacklists e também haviam muitas máquinas infectadas por botnets. 

A instituição não possuía uma solução para identificar as máquinas ofensoras da rede. 

O projeto incluiu um conjunto de soluções integradas: a IMSvA – Interscan Messaging Security (solução de antispam), a IWSvA - Interscan Web Security (filtro de conteúdo web) e a Deep Discovery (solução para monitoramento de rede, detecção e bloqueio de ameaças avançadas e ataques direcionados), que fazem parte da estratégia de defesa personalizada da Trend Micro 

“O trabalho teve início em dezembro de 2013 e, assim que a solução foi implementada, passou a monitorar todo o tráfego da rede corporativa da Unifesp – em especial SMTP e HTTP. Foram identificadas mais de 200 máquinas infectadas”, diz Eduardo Marques, regional account manager da Trend Micro.

A Unifesp reduziu em 40% o número de spams. O projeto reduziu também a quantidade de infecções por URLs maliciosas e botnets ativas. 

As soluções controlam ainda as tentativas de ataques por ameaças avançadas (APTs- Ameaças Avanças Persistentes). Em média, são identificadas e bloqueadas automaticamente cerca de 3 tentativas de ataque por mês.

“Sempre houve uma preocupação da Unifesp com segurança da informação. A partir do momento em que conseguimos o recurso com a Fapesp, fomos em busca de soluções que pudessem nos ajudar a encontrar os problemas e resolvê-los”, diz Rafael Vinícius Daré Giusti, chefe de operações em TI da Unifesp.

Agora, a Unifesp está expandindo o projeto com a Trend Micro para as 8 mil estações da Universidade e pretende também estender essa atuação para os demais campi existentes no estado de São Paulo.

Veja também

PERIGO
Brasil campeão no malware bancário

Dos 7,9 milhões de CPL malware que ameaçam as transações bancárias online no mundo, mais de 4 milhões foram desenvolvidos no Brasil.

TENSÃO
Setor elétrico sob ataque

Trend Micro identificou um malware que está sequestrando ao menos 425 computadores do país.

SEGURANÇA
Gigantes se unem contra o Heartbleed

Google, Facebook, IBM e Microsoft se comprometeram a doar mais de US$ 3 milhões para apoiar o Core Infrastructure Initiative.

TRANSPORTES
DVA: segurança com Cyberoam

Projeto envolveu aquisição de um Cyberoam CR-50 e quatro equipamentos Cyberoam CR-25.

TENDÊNCIAS
Segurança da Informação em alta

Segundo especialistas, profissional de segurança da informação nunca foi tão importante como agora.