Microsoft adicionou novos recursos de BI ao Office 365. Foto: divulgação

A Microsoft agregou novas funcionalidades de BI ao serviço de nuvem Office 365.

As novidades, que constam no pacote Power BI for Office 365, ainda sem preço ou prazo de disponibilidade definidos, incluem recursos ainda nem disponíveis nos programas “stand-alone” da companhia, e prometem entregar ao usuário capacidade de unificar e analisar dados em modelo self service.

O lançamento se soma aos recursos de BI que o serviço já oferecia com o Power View e o Power Pivot, através da versão online do Excel, e traz aos usuários uma página inicial, fornecida pelo SharePoint, alémd e um catálogo de fontes de dados e diversas novas ferramentas de análise.

Como fonte de informação, o usuário pode usar bancos de dados da própria organização, ou fontes da web, como a Wikipedia.

A partir daí, o usuário pode carregar uma ou mais fontes de informações em uma planilha online do Excel, passando para análise por recursos como o novo Power Query, uma evolução do Data Explorer que permite puxar dados externos para uma planilha do Excel e dividi-los por categorias.

Há também o Power Map, ferramenta que permite cadastrar informações com codificação geográfica em mapas fornecidos pelo Bing Maps e interligar os dados com redes como o Twitter, permitindo, por exemplo, analisar a quantidade de mensagens originadas em um determinado local.

O BI no serviço de nuvem será incrementado em breve.

A Microsoft planeja, por exemplo, um app móvel do PowerBI para aparelhos com o Windows 8 e iOS.

Também está nos planos um novo mecanismo de busca em linguagem natural, com o qual o usuário poderá digitar dados e questões, recebendo de volta gráficos e estatísticas relacionados.