Kevin Eggleston. Foto: divulgação.

A Hitachi Data Systems (HDS), anunciou nesta terça-feira, 09, a conclusão da compra da Pentaho, companhia norte-americana especializada em integração de dados, visualização e analytics.

O valor da aquisição não foi aberto, mas segundo a multinacional japonesa esta é a maior aquisição feita por uma companhia dedicada a Big Data e uma aposta alta da Hitachi em expandir sua oferta além de soluções de storage.

Com cerca de 15 mil produtos instalados e 1,5 mil clientes - entre eles AMB Amro, EMC, Nasdaq e Staples, a Pentaho teve em 2013 um crescimento de 83% em sua receita, embora não tenha revelado números.

"Ela (a compra)ajuda a cumprir a estratégia da Hitachi de entregar inovações de negócios que integram dados, tecnologia da informação e análises para agregar valor ao Big Data e à Internet das Coisas (IoT)", afirmou a Hitachi em nota.

De acordo com os termos do acordo de aquisição, a Pentaho irá manter sua marca e continuar a operar de modo independente, com o CEO Quentin Gallivan mantendo seu cargo e se reportando a Kevin Eggleston, VP de Inovação Social na HDS.

A plataforma da Pentaho continuará a ser oferecida de modo independente, mas foi integrada pela HDS no seu software básico de analítica avançada, ajudando a trazer mais cedo para o mercado soluções adicionais de Big Data da Hitachi.

"Através de sua integração com a plataforma da Pentaho, a HDS está estendendo suas capacidades de integração, refino, monitoramento e orquestração de dados de modo a entregar uma conjunto de data analytics sofisticado", destacou a empresa em nota.

A Pentaho se soma a outras aquisições da Hitachi como a oXya e Pantascene, fazendo parte de um plano agressivo da companhia para ganhar share no mercado de Big Data a Internet das Coisas, apostando também em padrões abertos.

Para Kevin Eggleston, o foco em dados representa um potencial grande para a marca, já que o segmento ainda é um recurso inexplorado para muitas organizações e empresas.

"Estamos prontos agora para fazer valer, de modo agressivo, nossa visão unificada para a Inovação Social e a promessa da Internet das Coisas que farão a diferença, trazendo ao mercado soluções holísticas e sofisticadas que têm o poder de transformar os negócios de nossos clientes em seus mercados", conclui o executivo.

Para analistas, a compra da Pentaho sinaliza novos tempos para o segmento de empresas de integração de big data. Outro exemplo disso foi a compra recente da Informatica, que teve seu capital fechado por fundos de private equity em março passado.

Segundo Mike Tuchen, CEO da consultoria norte-americana Talend, a estrutura geral de gerenciamento de dados está sendo redefinida.

"Cada vez mais empresas estão migrando para longe de estruturas legadas, locais e baseadas em licença, adotando soluções mais ágeis e otimizadas para big data, open source e nuvem", avaliou Tuchen.