O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) coordena a metodologia Certics. Foto: Divulgação.

A Softsul acaba de realizar mais uma certificação pelo método Certics, metodologia que comprova que um software é resultado de desenvolvimento e inovação tecnológica no país. A beneficiada foi a empresa OpServices Tecnologia da Informação e o software certificado foi o Software OpMon Versão 5. 

A metodologia Certics contempla a avaliação de quatro áreas de competência fundamentais: Desenvolvimento Tecnológico, Gestão de Tecnologia, Gestão de Negócios e Melhoria Contínua. 

O software certificado recebe margem de preferência em compras públicas, além de ter acessos facilitados a mecanismos de incentivos que venham a ser criados pelo governo.

O OpMon é uma plataforma para a governança de TI e Telecom, monitoramento dos processos de negócios e gerenciamento de redes e sistemas. Ele monitora qualquer tipo de dispositivo que gere dados, como servidores, switches, banco de dados, link de internet, câmeras de vigilância, aplicações, entre outros.

A Softsul faz parte da rede nacional de Entidades Avaliadoras Certics, apoiada pela Facti/CTI Renato Archer, uma unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que desenvolveu e coordena a metodologia.

Hoje, 19 softwares possuem o selo Certics. Eles são desenvolvidos por empresas como Módulo, Dígitro, Lecom, Aker, Totvs, Accenture, Fóton e MSTech.

A OpServices é uma empresa focada em soluções de governança de TI, monitoração de processos de negócios e de infra-estrutura de TI. Criada em 2003, a empresa tem sede em Porto Alegre.