Brocade levou os negócios SteelApp da Riverbed. Foto: Divulgação.

Apesar de ter encontrado um comprador para toda a empresa no final do ano passado, a Riverbed continua a penhorar seus produtos de forma fragmentada. O mais recente acordo é com a Brocade, que levou os negócios SteelApp - para Controle de Entrega das Aplicações (ADCs).

Os termos financeiros do acordo não foram divulgados. A aquisição está prevista para ser concluída até o final do primeiro trimestre de 2015, segundo o ZDNet.

Toda a equipe de desenvolvimento e de campo da SteelApp deve se juntar a Brocade quando o negócio for concretizado.

Durante um período de três a seis meses de transição, as responsabilidades de suporte ao cliente e processamento de pedidos de compra serão tratadas em conjunto pela Brocade e pela Riverbed.

Para a Brocade, o SteelApp está em sintonia com uma estratégia de aquisição que está em curso para melhor servir os clientes empresariais e de telecomunicações. O movimento segue compras semelhantes recentes, como a empresa de firewall Vyatta e o serviço para visibilidade de rede virtual e analytics Vistapointe.

Já para a Riverbed, a venda é mais uma medida de corte de custos. Em outubro do ano passado, a empresa vendeu sua linha de produtos de backup de dados e serviços de proteção SteelStore por US$ 80 milhões para a NetApp.

Na época, a Riverbed cortou as perspectivas de vendas, apontando uma receita estagnada em  2014. As vendas da Riverbed já haviam decepcionado Wall Street em quatro dos últimos seis trimestres;

A Riverbed também tinha planos de reestruturação, na esperança de cortar os custos anuais em cerca de US$ 20 milhões ou US $ 25 milhões. Um número não revelado de demissões estavam programadas para serem concluída até o final de 2014.

A empresa de infraestrutura de TI  anunciou em dezembro que tinha sido adquirida pela empresa de investimento de private equity Thoma Bravo.

Nos termos do acordo, os acionistas da Riverbed receberiam US$ 21 por ação, o que coloca o valor do negócio em aproximadamente US$ 3,6 bilhões.

Sujeito à aprovação dos acionistas da Riverbed, bem como revisão do governo nos Estados Unidos, Taiwan e na Alemanha, a transação deverá ser fechada durante o primeiro semestre de 2015.