Internet das Coisas está no foco de todos. Foto: Shutterstock / Tashatuvango

A Autodesk decidiu embarcar na onda de empresas de software de design buscando se posicionar como players no mercado de Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês).

A empresa divulgou uma nota falando de clientes no segmento que estão usando o Autodesk PLM 360, um serviço baseado em nuvem para gestão de ciclo de vida do produto nos seus processos de design.

Os pontos fortes destacados pela multinacional são as facilidades de implementação do software, em relação às ofertas tradicionais de PLM de outros players.

Talvez por isso, dois dos três clientes citados na nota divulgada são startups e outro uma spin off de uma grande companhia.

Estão usando o Autodesk PLM 360 em produtos com forte viés de IoT a Skully, que desenvolveu um capacete futurista para motociclistas, com GPS e câmaras embutidas e a Automatic, criadora de um app que extrai informações de carros e as disponibiliza na nuvem. Ambas estão em estágio inicial.

Mais avançada está a Gimbal, spin off de beacons da Qualcomm e a Spark 3D Printing Platform plataforma aberta de impressão 3D criada pela própria Autodesk.

“A ascensão da Internet das Coisas é a criação de uma emocionante nova era de inovação de produtos”, avalia Brian Roepke, diretor de produtos de gerenciamento de ciclo de vida da Autodesk.

A nova era determina também uma corrida dos players de software de design para oferecerem as funcionalidades complementares ao desenho físico de produtos com a quantidade crescente de software embarcado, e agora, funções de rastreabilidade e conectividade característicos da IoT.

A PTC, uma das concorrentes da Autodesk comprou em 2013 a ThingWorx, uma startup criadora de uma plataforma de desenvolvimento para aplicações de Internet das Coisas por US$ 112 milhões.

Foi uma tacada ousada, embalada por previsões bombásticas sobre o assunto. A McKinsey Global Institute estima um impacto de US$ 6,2 bilhões até 2025 pela nova tecnologia, a IDC fala em um investimento de US$ 1,9 trilhão em toda a cadeia relacionada neste ano e a lista segue e segue.