Até então, o limite era de R$ 50. Foto: Pexels.

A Associação Brasileira das Empresas de Cartões e Serviços (Abecs) liberou o aumento do limite para pagamento por aproximação, sem o uso de senha, de R$ 50 para R$ 100. 

Segundo o site Mobile Time, esse incremento era um pedido antigo do comércio junto às bandeiras para incentivar as compras com pagamentos que utilizam a tecnologia Near Field Communication (NFC).

A mais recente pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre comércio móvel, realizada em abril deste ano, apontou que 23% dos brasileiros com smartphone já fizeram pagamentos por aproximação.

Em outro relatório recente, a Abecs informou que as transações por NFC no Brasil totalizaram R$ 6 bilhões em 2019, um crescimento de 565% em relação aos R$ 903 milhões de 2018.

A Visa, uma das maiores bandeiras de cartões, informou que as transações contactless cresceram cinco vezes na comparação entre março de 2019 e março de 2020, um movimento puxado pela crise do novo coronavírus, que gerou a necessidade dos consumidores efetuarem pagamentos sem contato.

Ainda de acordo com o site, a companhia registrou 7 milhões de transações mensais no pagamento por aproximação até dezembro de 2019.

Na Mastercard, o pagamento por NFC atingiu a marca de 13 milhões de transações mensais em novembro de 2019. Na somatória entre janeiro e novembro do último ano, a empresa somou 70 milhões de transações com essa tecnologia. 

Por sua vez, a Cielo somou 66 milhões de transações entre janeiro de 2018 e janeiro de 2020.