Twitter: "Isso é tão triste cara". Foto: flickr.com/photos/poltmann_photos/

O Twitter, rede social que costuma figurar com destaque nas estratégias de comunicação de empresas pela sua capacidade de influência, não é acessado por ninguém no Brasil.

De acordo com os dados de junho divulgados pela Hitwise, ferramenta líder global de inteligência em marketing digital da Serasa Experian, a rede de microblog tem 1,75% das visitas totais entre as redes sociais no país.

É apenas 0,02 ponto percentual a mais que o Orkut, há muito já condenado ao ostracismo pelos estrategistas de comunicação.

Ambos acabam de ser superados pelo Ask.fm, rede social na qual as pessoas podem responder perguntas de anônimos. A nova febre adolescente tem 1,86% de participação de visitas.

Boa parte da popularidade do Ask.fm se deve pela sua integração com o Facebook, já que as perguntas realizadas e respondidas aparecem como atualizações na timeline dos usuários.

A rede social é a líder absoluta, na frente das preferências  há 18 meses consecutivos, e atualmente com 68,23% de participação de visitas no período, alta de 16,71 pontos percentuais em relação ao mês de junho de 2012.

Em junho de 2013, o YouTube apareceu em segundo lugar na preferência do usuário de Internet, com 18,22% de participação de visitas, com alta de 0,36 ponto percentual no ano contra ano.

Em sexto lugar no ranking de maio de 2013 ficou o Yahoo! Respostas Brasil (1,55%), seguido de Badoo (1,08%), Bate-papo UOL (0,82%), Google + (0,74%) e Instagram (0,48%).

O tempo médio de visitas ao Facebook foi de 28 minutos e 45 segundos em junho de 2013, enquanto no YouTube, os usuários gastaram 22 minutos e 53 segundos na navegação em média. O Ask.fm teve tempo médio de visitas de 19 minutos e 18 segundos em junho.