HARPIA

Embraer encerra joint-venture de VANTs

08/01/2016 09:56

A Harpia Sistemas foi criada em 2011 com a AEL Sistemas e a Avibras.

A Embraer anunciou o encerramento das atividades da Harpia Sistemas. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Embraer anunciou na quinta-feira, 7, o encerramento das atividades da Harpia Sistemas. A joint-venture foi criada em 2011 com a AEL Sistemas e a Avibras com o objetivo de explorar o mercado de veículos aéreos não-tripulados (VANTS).

“A definição de dissolução da parceria se deu de forma amigável tendo em vista o atual cenário de restrição orçamentária”, justificou a Embraer, em comunicado.

Segundo a empresa, devido ao fator estratégico do projeto para concepção de um Sistema de Aeronave Remotamente Pilotada (SARP) nacional, as companhias continuarão a desenvolver as tecnologias para atendimento futuro das demandas das Forças Armadas brasileiras e do mercado civil em um novo formato, podendo atuar em conjunto no futuro.  

Os profissionais da Harpia Sistemas serão realocados em outros programas das empresas envolvidas na joint-venture.

A Embraer detinha 51% da empresa conjunta, enquanto a AEL Sistemas, 40%, e a Avibras, 9%. Além disso, a Embraer detém 25% do capital da AEL Sistemas, subsidiária da empresa israelense Elbit Systems. 

O trabalho da Harpia focava, além de aeronaves remotamente pilotadas, simuladores de voo, modernização de aviônicos e soluções de integração de sensores optrônicos para atividades de monitoramento e vigilância.

Com a entrada da Avibras no capital da empresa, em 2013, a Harpia passou a contar com o projeto Falcão, drone desenvolvido pela Avibras para uso das Forças Armadas.

Em 2014, a Harpia foi reconhecida oficialmente pelo Ministério da Defesa do Brasil como Empresa Estratégica de Defesa (EED).

Veja também

BIG DATA
Embraer: manutenção de aeronaves com Algar

Com técnicas de aprendizado de máquina foi possível automatizar a classificação dos eventos ocorridos na frota. 

AVIAÇÃO
Azul e Embraer firmam acordo de US$ 3,2 bi

As empresas chegaram a um acordo para a venda firme de 30 jatos E195-E2.

HAPPY HOUR
Azul tem cerveja de graça em voos

A Azul Linhas Aéreas, em parceria com a WBeer, lançou o programa Happy Hour Azul.

TELEFONIA
Operadoras tem aliança para cobertura indoor

A ideia é contratar uma fornecedora para ampliar a cobertura em shoppings e estádios.

SEM JOINT-VENTURE
Linx e Cielo suspendem parceria

Empresas não chegaram a consenso na criação de joint-venture em soluções para varejistas de pequeno porte.

AVIAÇÃO
Grupo chinês compra 23,7% da Azul

O negócio foi fechado em US$ 450 milhões (R$ 1,7 bilhão). 

COMUNICAÇÕES UNIFICADAS
Telefónica venderá Unify na AL

O acordo prevê que o software da Unify será oferecido na nuvem da Telefónica.

PODER GRÁFICO
Nvidia mira HPC para corporativo

Fabricante quer levar sua linha de processadores de hiperescala Tesla para mais clientes grandes.