A Promon Engenharia investiu nas soluções da Citrix para um projeto de virtualização. Foto: Divulgação.

A Promon Engenharia, empresa do grupo Promon com atuação em projetos, integração e implementação de soluções de infraestrutura, investiu nas soluções da Citrix para um projeto de virtualização implementado pela Add Value.

O projeto começou para resolver um desafio dos 60 engenheiros da empresa, que precisam lidar com prazos apertados e conseguir estar próximos aos clientes.

A empresa estudou a aquisição de hardwares robustos que suportam softwares de engenharia e arquitetura, mas considerou o valor altos. 

Como a companhia buscava também reduzir custos, em vez de comprar computadores novos para cada funcionário, a Promon adotou a virtualização. 

Através do Citrix XenDesktop e com o novo modelo de hosting da Locaweb Corp, a Promon deixou de investir em novos desktops e agregou mobilidade aos 60 engenheiros que diariamente precisam estar aptos a se deslocar para atender seus clientes.

"Podemos acessar as informações sobre os projetos em qualquer lugar e em tempo real. Além disso, agora o desempenho das ferramentas depende basicamente da nossa velocidade da navegação e não mais dos nossos PCs", declara Fabricio Venancio, projetista da Promon.

Além da Add Value, a Locaweb Corp também participou do processo de mudança, fornecendo todo software e hardware necessários, incluindo a gestão do ambiente, garantindo o armazenamento seguro das informações.

Com um modelo flexível de contratação e com previsibilidade de preços, a Promon conta com a possibilidade de crescer a quantidade de usuários de acordo com a sua demanda, sem ter que pagar pela ociosidade.

O projeto completo foi implementado em seis meses, contando o período de testes, e está em funcionamento desde janeiro deste ano.

A Promon Engenharia já realizou projetos em clientes como Açominas, Brahma, Bunge, Caterpillar, Furnas, Gerdau e Itaipu.