APORTE

Nubank recebe aporte de US$ 80 mi

07/12/2016 14:25

O investimento é o primeiro realizado pela DST Global no Brasil.

A emissora de cartões de crédito digital Nubank recebeu US$ 80 milhões em novo aporte. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A emissora de cartões de crédito digital Nubank acaba de arrecadar US$ 80 milhões em uma nova rodada de investimento. O aporte foi liderado pela DST Global, empresa de capital de risco que já apoiou empresas como Alibaba, Slack, Twitter, Spotify e Facebook. 

Esse investimento é o primeiro realizado pela DST no Brasil. A rodada também inclui investidores que já aplicaram capital no Nubank, como Sequoia, Tiger Global, Founders Fund e QED. O Nubank também foi, no passado,o primeiro investimento na América Latina de Sequoia, Founders Fund e QED.

Somente em 2016, o Nubank já conquistou um aporte de US$ 50 milhões (em janeiro) e uma captação de R$ 200 milhões em duas linhas de crédito com o Goldman Sachs (em abril).

Com a nova rodada, a empresa projeta continuar expandindo suas operações com a contratação de profissionais e desenvolvimento de novos produtos.

Criada em setembro de 2014, a startup recebeu outros três investimentos: um aporte inicial para começar o negócio, em julho de 2013; outro investimento logo no lançamento da startup; e um aporte de R$ 90 milhões em 2015.

A empresa não divulga o número total de clientes, mas o fundador, David Vélez, diz que supera com folga o número que acredita ser o padrão atual para outras fintechs, de 150 mil.

Desde sua fundação, a companhia recebeu 7 milhões de pedidos para o cartão. Atualmente, cerca de 500 mil estão na lista de espera, mas o Nubank não aprova todos os usuários que se candidatam.

Até agora, cerca de 75 milhões de compras foram feitas com os cartões do Nubank, de acordo com o TechCrunch. Além disso, a empresa relata que 90% dos clientes pagam o valor total dos boletos mensalmente.

Diferente do cenário que a empresa enfrentava há dois anos, quando foi uma das pioneiras do segmento de fintechs no Brasil, hoje há concorrentes no mercado.

Recentemente, o banco CBSS, joint-venture do Bradesco e do Banco do Brasil, lançou a Digio, uma plataforma digital de cartões de crédito para rivalizar com o Nubank.

Por isso, o Nubank trabalha para lançar novidades. O provável novo produto deve ser um serviço de recompensas em que os clientes você recebe créditos a cada compra para trocar por milhas aéreas e outros produtos.

De acordo com levantamento do FintechLab, existem no Brasil mais de 200 startups de serviços financeiros, que têm influenciado novidades no mercado tradicional. Uma pesquisa da PwC aponta que os executivos de instituições financeiras temem perder cerca de 25% de seus negócios para as fintechs até 2020.

Veja também

BANCO
Intermedium permite abrir conta no app

Para comprovar os dados, o correntista precisa enviar fotos de documentos originais e uma selfie.

LINHA DE CRÉDITO
Nubank obtém R$ 200 mi com Goldman

Com o recurso, a empresa pretende financiar os recebíveis de clientes.

STARTUP
BankFacil recebe aporte de R$ 15 milhões

O novo aporte se soma a investimentos realizados em junho de 2015, totalizando R$ 25 milhões.

BANCOS
Itaú: sem medo das fintechs

Confira tudo o que o executivo falou no Ciab Febraban.

EQUIPE
Koin contrata ex-Nubank para marketing

Heber Santos assumiu o cargo de diretor de Relacionamento e Marketing da Koin.

PAGAMENTOS
Samsung Pay inicia operação na terça-feira

O país é o primeiro mercado da América do Sul a contar com o serviço de pagamento móvel.

CARTÕES
BB e Bradesco lançam rival para Nubank

A meta dos bancos é superar 1 milhão de cartões com a marca Digio em 2017.

EXPANSÃO
Getnet volta ao Tecnopuc

A sede será instalada no Condomínio de Empresas Inovapucrs, inaugurado nesta sexta-feira, 11.