Sede do Correio do Povo no centro de Porto Alegre.

O Correio do Povo, tradicional jornal de Porto Alegre pertencente ao grupo Record, adquiriu 820 contas do Office 365 vendidas pela Brasoftware, responsável pelo licenciamento Microsoft da empresa desde 2010.

Ainda foi adotada a solução Lync Online da Microsoft para chat e vídeo conferência e o Yammer, como ferramenta de rede social corporativa, e a plataforma de computação na nuvem Azure para hospedagem do portal de notícia. 

Com a migração do correio eletrônico, apoiada pela Gruppen, foi adotado com um perfil misto para diferentes usuários, com tamanho de caixas de e-mails que passaram de 250 Mb para 50Gb, sem investimento em storage físico. 

“De qualquer device com acesso à internet, os colaboradores conseguem acessar seu e-mails ou realizar vídeo conferencias, o que antes não era possível ou existiam limitações”, comenta Jeferson Speransa, gerente de TI do jornal.

De acordo com Speransa, o volume de spam caiu de 70% para 5% e os custos de hospedagem caíram em 80%.

Antes desse projeto de implementação, o Correio do Povo operava com uma solução mista de correio IMAP e Exchange, basicamente para envio de emails. 

Faltavam, porém, ferramentas que permitissem maior colaboração entre os usuários, como agenda corporativa, chat, e uma caixa de email que suportasse maior volume e tráfego de mensagens.