Programa recebeu 859 isncrições da população. Foto: Jaelson Lucas/SMCS

Tamanho da fonte: -A+A

Parece que a procura da população portoalegrense para trabalhar de graça para a Fifa durante a Copa do Mundo não foi suficiente. Agora, a prefeitura de Porto Alegre está convocando funcionários com cargos em comissão para engrossar a relação de nomes.

Segundo levantado pelo Jornal Metro de hoje, partidos políticos que integram o governo acionaram gestores para recrutar funcionários que têm cargo em comissão para se integrar ao grupo que irá recepcionar e orientar turistas durante o período de 11 de junho a 13 de julho.

Oficialmente, a coordenação do Brasil Voluntário não revelou números de servidores no programa. Dos 80 coordenadores, 40 são ligados à instituição Mãos que Ajudam, da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e 40 servidores.

A maioria deles, CCs. Embora grande parte dos funcionários com cargos em comissão esteja coordenando grupos, eles também estão entre os voluntários que atuarão em 15 pontos da cidade.

Diversas secretarias municipais atenderam ao chamado e disponibilizaram CCs para os treinamentos. Parte deles atuarão como coordenadores dos grupos de voluntários.

O jornal apurou que a Acessibilidade ofereceu duas CCs, a Juventude uma servidora e duas CCs e o Planejamento Estratégico e Orçamento pelo menos um CC. Na Smic, uma pasta maior, foram requisitados mais CCs.

Inicialmente, a expectativa da organização era receber 4 mil inscrições. Em seguida, o número foi reduzido para 1,2 mil. Desse total, 859 devem atuar e os demais 341 ficarão numa lista de reserva.

O processo de seleção consiste em convocação do candidato por e-mail, capacitação à distância, além de um treinamento presencial, durante quatro fins de semana, entre maio e junho, que levará em conta a assiduidade e o desempenho do participante.

Entre os temas que serão abordados nos treinamentos estão Hospitalidade e turismo; História do futebol e megaeventos; Segurança e primeiros socorros; Meio ambiente; Idiomas (inglês, espanhol, italiano e francês); Turismo e cidade-sede; Ser voluntário e trabalho em equipe; e Mobilidade e estratégias do evento.

Os voluntários que completarem as etapas de treinamento receberão certificados de participação e atuação emitidos pela Universidade de Brasília (UnB).

Todos os voluntários receberão uniforme (casaco, camisa, calça, boné e sacola), vale-transporte e refeição durante o período de atuação.

Recentemente, foi divulgado pelo site Contas Abertas que o governo federal deve gastar, este ano, R$ 30 milhões com o programa Brasil Voluntário em 2014.

Enquanto o programa, sob responsabilidade do Comitê Organizador Local da Fifa (COL) atenderá áreas como estádios, Centros de Treinamento de Seleções e Campos Oficiais de Treinamento, o outro, sob responsabilidade do Ministério do Esporte, será focado no atendimento em aeroportos e pontos turísticos.

O Ministério do Esporte se limitou a dizer que o custo final depende da finalização de processos de contratação ainda em curso, e que “não é possível neste momento definir de maneira precisa quanto será gasto”.