Nelson Armbrust, presidente da Contax. Foto: Divulgação.

A Contax anunciou a chegada de Nelson Armbrust à presidência da empresa. Shakhaf Wine, que estava na posição desde agosto do ano passado, passa a ser o presidente do Conselho de Administração da Contax.

Desde 2010, Armbrust atuava como diretor da Atento no Brasil. O executivo iniciou sua trajetória na companhia em 1999, como gerente nacional do departamento comercial, e ocupou diversas posições na operação brasileira e em outros países desde então. 

Antes da Atento, o executivo atuou na Siemens Brasil como engenheiro de Produção. Armbrust é graduado em engenharia eletrônica pela Universidade Católica do Rio, com MBA em gestão empresarial pela FIA – USP.

Ele assume a Contax com o desafio de fortalecer o negócio, reforçando a estratégia da companhia nos segmentos de contact center, BPO, trade e IT, atendendo à crescente multicanalidade no relacionamento com os clientes.

A mudança no comando da companhia ocorre após a conclusão do trâmite de renegociação da dívida financeira da Contax. 

Em 2015, a Contax acumulou perdas de 95%, com o pior desempenho da bolsa brasileira. A companhia também anunciou no final do ano a conclusão da venda de sua divisão internacional Allus. A unidade possui operações na Argentina, Peru e Colômbia e tem cerca de 21,5 mil colaboradores.

“A Contax é uma referência no segmento de contact center no Brasil e vive um momento importante de sua história. Estou entusiasmado em poder participar desse processo de fortalecimento do negócio, contribuindo para um aumento cada vez maior da eficiência da operação e do nível de serviço que oferecemos aos clientes”, afirmou Armbrust.

No terceiro trimestre de 2015, a receita operacional líquida do Grupo Contax foi de R$ 791,1 milhões, uma redução de 10% na comparação anual. No período, o lucro da empresa caiu 47%, para  R$ 102,2 milhões.

A Atento já apresentou um substituto para Armbrust. Na semana passada, Mário Câmara foi anunciado como novo diretor geral da companhia no Brasil. O novo diretor geral foi responsável, nos últimos 5 anos, pela liderança da unidade de negócios financeiro da Atento. 

A Atento fechou 2014 com prejuízo de US$ 42,1 milhões. Em 2013, a empresa registrou uma perda de US$ 4 milhões. Os resultados da companhia em 2015 ainda não foram divulgados. A receita no Brasil foi de US$ 1,18 bilhão, o que representa um declínio de 1,6% na comparação anual.