Soja é um dos principais negócios da Nidera. Foto: Shutterstock

A Nidera, trading agrícola holandesa com operações no Brasil, na Argentina e em 16 países, vai implementar o  SAP Agricultural Contract Management (ACM) 3.0 com consultoria da paranaense SPRO.

O projeto de implementação terá início ainda durante o primeiro trimestre de 2016. A solução controlará a administração, logística e os negócios da empresa produtora de sementes de milho, soja e sorgo.

Relativamente nova no mercado e com poucos usuários no Brasil, o SAP ACM contempla, além da gestão de contratos agrícolas, o gerenciamento físico e a integração financeira e de análise de riscos (através do componente SAP TRM Commodity Risk Management). 

A prova de conceito do produto durou três meses e contou com o suporte de um time de arquitetos do SAP Labs Latin America, localizado em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre.

“No caso da Nidera, a montagem desse cenário virtual foi bastante complexa, totalizando 220 processos replicados no ACM 3.0”, destaca Rafael Okuda, diretor de vendas para o Agronegócio da SAP. 

A Nidera também adotará o componente SAP TM (Transportation Management) para o controle do transbordo e logística do processo de commodities.

“O projeto reforça o conhecimento da SPRO no agronegócio, bem como a maturidade da solução ACM para atender os requerimentos de negócio de uma das principais empresas exportadoras do país”, afirma Almir Meinerz, diretor executivo e operações da SPRO.

A Nidera, com faturamento anual de mais de US$ 17 bilhões, teve 51% do seu capital adquirido em agosto de 2014 pela Cofco, trading estatal chinesa, em um negócio avaliado no mercado em  US$ 1,3 bilhão.

Fundada em 2008, a SPRO vem numa trajetória ascendente tem clientes de porte no agronegócio como Consolata e NovoZymes.. 

O ACM é resultado de um projeto feito para a americana Cargill resolve um problema antigo das soluções de ERP da SAP, que não lidavam bem com as particularidades dos processos de compra de comodities agrícolas.

As modificações necessárias para o mercado brasileiro foram feitas no SAP Labs.

Além da Nidera, já usam o módulo ACM no Brasil a paranaense C.Vale, a gaúcha BSBIOS e as paulistas Granol e Multigrain, todas grandes players no mercado de agronegócio brasileiro.