Centauro adota solução da Pinpoint. Foto: divulgação.

Em um projeto iniciado para incrementar sua capacidade de acesso com o pico de vendas na Black Friday 2014, a Centauro firmou um contrato com a Pinpoint para reestruturar e otimizar a gestão de sua rede da operação de e-commerce.

O contrato, de valor não divulgado, incluiu recursos desde engenharia de redes até o serviço exclusivo de Network Intelligence Center (NIC). Realizado na rede do centro de distribuição da Centauro em Jarinú, interior de São Paulo, o projeto foi iniciado e concluído no segundo semestre de 2014.

A Pinpoint ficou responsável pelo desenho e instalação do centro de distribuição, assim como o monitoramento e gerenciamento da estrutura de rede do local. 

"Além da rede interna, foi desenvolvida toda a comunicação com a estrutura do site e da matriz", detalha Artur Araújo, sócio-diretor da Pinpoint. 

Segundo Luciano Marques, gerente de infraestrutura de e-commerce do grupo SBF, detentor da rede Centauro, era necessário realizar um trabalho de análise e ajuste do cluster dos balanceadores de carga, responsável por dividir a carga de forma inteligente e eficiente entre os servidores que suportam o site. 

"Esse processo visava identificar possíveis gargalos no escoamento do tráfego e garantir que os usuários da Centauro tivessem a melhor experiência possível em suas compras durante a Black Friday", explicou o executivo.

Esses equipamentos aprimorados, em conjunto com os demais que integravam a estrutura da Centauro, foram integrados ao NIC, da Pinpoint. 

"Procuramos monitorar, interpretar e identificar a causa dos eventuais problemas que ocorrem nos sistemas das empresas, analisando em detalhes suas características e criando um histórico para que esses erros não voltem a ocorrer", enfatiza Araújo.

Segundo Marques, as medidas foram essenciais para moldar o projeto de sucesso da Centauro na Black Friday 2014, edição que movimentou, no País, um total de R$ 871 milhões só nos e-commerces brasileiros, segundo dados da ClearSale. 

Em 2014 a Centauro realizou outros investimentos para aprimorar sua estrutura tecnológica. A rede varejista de artigos esportivos, contratou em outubro serviços da Level 3 para usar serviços de acesso dedicado à internet e transmissão de dados por Local Area Network (LAN) privada.

O contrato, de valor não divulgado, envolve a comunicação em alta velocidade entre o escritório da matriz da empresa em São Paulo e o data center da Alog, empresa que fica em Barueri e sedia as operações de data center da Centauro.

Conforme a varejista, que tem operação em 175 lojas no Brasil, a mudança foi uma das decisões da companhia para atualizar sua estrutura de TI, de olho em expansão e crescimento nos mercados regionais.