PESQUISA

Engineering integra projeto de indústria 4.0

06/12/2017 14:03

O projeto da Engineering vai integrar o Joint Lab on Big Data for Industry 4.0, uma iniciativa ítalo-brasileira.

Filippo di Cesare, CEO da Engineering do Brasil. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

O projeto da Engineering, multinacional italiana fornecedora de soluções e serviços de TI, foi selecionado para receber financiamento e integrar o Joint Lab on Big Data for Industry 4.0, uma iniciativa da Fundação Cultural Ítalo-Brasileira (Fibra).

A Fibra foi criada pela Embaixada do Brasil em Roma e pela Universidade de Bologna (UNIBO) para a promoção da ciência e de pesquisas entre os dois países. O projeto conta ainda com a participação da Universidade de Santa Catarina (UDESC) em conjunto com o Laboratório de Tecnologias de Gestão (LabGES), além de outras empresas brasileiras e italianas.

O projeto busca implementar um Joint Lab ítalo-brasileiro entre as duas instituições de educação e empresas privadas da área, com a colaboração de acadêmicos, estudantes e especialistas das empresas, para desenvolver pesquisas e soluções em big data para Indústria 4.0, com foco principal em manufatura e gerenciamento de água.

A iniciativa espera gerar uma troca de informações entre parceiros com diferentes origens e reunir o mundo acadêmico e as indústrias com uma abordagem multidisciplinar para promover novas ideias.  

“A Engineering está muito feliz em fazer parte deste projeto ambicioso e enriquecedor e disponibilizará os melhores profissionais e recursos para atender esta demanda. Com certeza servirá para troca de informações, intercâmbio de profissionais, rompendo as fronteiras por meio da tecnologia e se transformando no alicerce necessário para a inovação nos futuros projetos, principalmente os voltados para Manufatura e Gerenciamento de Água”, explica o CEO da Engineering do Brasil, Filippo di Cesare.

No Brasil desde 2008, a Engineering tem projetos em mais de 150 grandes clientes e mais de 600 funcionários. A empresa possui escritórios em Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André e Vitória, além de uma filial em Buenos Aires.

O envolvimento da UDESC no projeto é mais um passo de Santa Catarina no caminho para se tornar referência na área de indústria 4.0.

Há pouco mais de um mês, a Vertical Manufatura da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) lançaram o Cluster Nacional para a Indústria 4.0.

O objetivo do cluster é acelerar a adoção dos conceitos relacionados à Indústria 4.0 a partir da aproximação entre as empresas fornecedoras de tecnologias como sensores, software analítico e processamento de dados na nuvem (agrupadas na Acate) e os potenciais compradores interessados em turbinar suas linhas de montagem e produtos finais (representados pela Abimaq).

Veja também

FUTURO
Siemens PLM pronta para Indústria 4.0

Empresa tem a solução ponta a ponta.

TENDÊNCIA
Brasil acorda para Indústria 4.0

Entidades de tecnologia, do setor de indústria e o governo estão criando iniciativas voltadas ao tema.

DESAFIO
Votorantim busca startups de Indústria 4.0

O programa é realizado em parceria com o movimento 100 Open Startups.

GARTNER
Indústria 4.0: algoritmos de marketplace em alta

Até 2020, 30% dos projetos de Indústria 4.0 obterão seus algoritmos de grandes marketplaces.

MOVIMENTAÇÃO
SC desponta como polo de Indústria 4.0

Com um setor de TI e industriais fortes, Santa Catarina está numa posição privilegiada no assunto.