Edson Silva, CEO do Grupo Nexxera. Foto: divulgação.

A Segware, catarinense especializada em soluções de segurança eletrônica, vai eliminar seus processos em papel relativos a assinatura de contratos com o PDS (Portal Documento Seguro), da conterrânea Nexxen, integrante do Grupo Nexxera.

A solução será utilizada no processo de assinaturas e validação de todos os contratos firmados pela companhia no Brasil, Colômbia, EUA e Itália.

Lançado na metade deste ano, o portal é uma das apostas para que a Nexxen represente, já em 2013, 4% do faturamento geral do grupo, que em 2012 deve fechar ao redor de R$ 66 milhões, 51,1% a mais do que os R$ 42 milhões de 2011.

A ferramenta permite coletar assinatura digital em contratos nacionais e internacionais, agregando recursos para emissão e recebimento de documentos, acesso ou disponibilização de informações via web.

“Não se trata de um portal de digitalização de documentos: é um portal de documento eletrônico, que garante autenticidade de assinatura digital das partes envolvidas”, salienta o CEO do Grupo Nexxera, Edson Silva.

Ele detalha que a solução garante o cumprimento de regras como hierarquia e quantidade de assinaturas, acionamento de partes para realização de ações cabíveis, além de fazer a autenticação final da hora e data do fechamento de contrato.

Na prática, o portal gera um chancelamento eletrônico de conclusão da transação, gerando um código numérico único para assegurar tudo o que for relativo ao contrato, tornando-o autêntico e imutável.

Conforme Silva, o PDS está em franca expansão, com contratos em vias de fechamento com dois bancos.

Hospedado no data center da Nexxen, em São Paulo, o portal tem pela frente uma fase de crescimento em outro mercado.

“No próximo ano, o PDS deverá ganhar status de e-commerce, em que qualquer pessoa poderá acessar o portal, escolher suas soluções de contratos, pagar pelo uso do serviço com cartão de crédito e usar isso para automatizar suas operações contratuais”, conta o CEO.

O valor cobrado, ele garante que será “muito baixo”.

A Nexxen foi criada em maio deste ano, quando a Nexxera se tornou uma holding, englobando, ainda, a Nexxtorage, empresa da área de automação e robotização de centros de distribuição, portos e setor automotivo; NexxBusiness, responsável pelo mercado corporativo e bancos privados; e Yupee, com sistema gratuito de organização e educação financeira pessoal.

As novidades fazem parte de um esforço de diversificação do grupo catarinense anunciado em fevereiro, quando após 19 anos atuando em software para área financeira, distribuição e logística do varejo e atacado, a companhia lançou uma operação para a área de cargo systems (armazenagem interna de grandes companhias).

O carro-chefe da corporação segue sendo o AEN (Ambiente Eletrônico de Negócios), com fatia de 80% do faturamento, mas os investimentos nas novas áreas são incessantes -só para a linha cargo systems a Nexxera anunciou a destinação de R$ 16 milhões ao longo deste ano.

As investidas em P&D também são fortes, com fatia de 12% no faturamento da Nexxera, o que incluiu a abertura do centro Nexx Design House (DH), voltado a soluções para nichos de mercado e que se soma ao Nexxera Techpeople, fábrica de software e unidade de formação mantida há anos em parceria com a Unisul.