CULPA DO SAP

Oi não paga contas em setembro

06/09/2012 09:04

Operadora alega migração no SAP como dificuldade para manter a agenda de pagamentos de setembro, e adia tudo para 10 de outubro.

Oi calcula contas, mas pagar, só em outubro. Foto: Flickr.com/photostream/

Tamanho da fonte: -A+A

A Oi não vai pagar nenhum de seus fornecedores em setembro. O motivo, alegado em carta distribuída pela operadora, é a migração para uma nova versão do SAP.

De acordo com o comunicado, a empresa “está se preparando para a entrada de uma nova versão do SAP/R3 (ECC-6)” e “para que os processos sejam adequados e sistemas parametrizados com qualidade”, a Oi “não realizará pagamentos aos seus fornecedores durante o mês de Setembro”.

Ainda segundo o material, obtido inicialmente pelo Estado de São Paulo e depois também enviado à redação do Baguete pela assessoria da Oi, as contratações, emissões de requisições e pedidos de compra, e recebimentos de Notas Fiscais seguem os fluxos e prazos normais, mas os pagamentos só serão realizados no dia 10 de outubro.

A partir disso, passarão a ser feitos sempre no dia 10 de cada mês, ou no próximo dia útil.

Recentemente, a Oi passou por uma reestruturação societária, reduzindo o número de empresas do grupo.

Na estrutura anterior, uma versão do ERP SAP rodava na BrT, outra na Oi. Este mês, as duas versões foram consolidadas em uma, padronizada.

O atraso dos pagamentos em função da mudança de sistema preocupa a Abinee.

Em carta enviada ao presidente da Oi, Francisco Valim, a entidade argumenta que a decisão da operadora coloca em risco a saúde financeira dos fornecedores e que o estabelecimento dos p agamentos para o dia 10 de cada mês seja feita de forma escalonada, evitando prejuízo a compromissos pré-agendados.

A preocupação da Abinee se justifica em que muitos dos fornecedores da Oi, mesmo grandes companhias, dependem do pagamento da operadora para quitar seus próprios compromissos.

De acordo com informações do Estadão, só um dos fornecedores tem a receber em torno de R$ 160 milhões da Oi em setembro.

Uma fonte da indústria ouvida pelo jornal e que preferiu não se identificar analisa a decisão da operadora como uma manobra para garantir um caixa “mais polpudo" no mês em que a empresa fecha o balanço do terceiro trimestre.

Na quarta, as ações preferenciais da Oi fecharam em queda de 1,18%, a R$ 7,56, e as ordinárias caíram 0,56%, fechando em R$ 8,90.

DE NOVO?
O ERP da SAP também foi apontado como “o culpado” em outra ocasião: em maio deste ano, a Fras-Le, fabricante de produtos para freios do grupo gaúcho Randon, divulgou seus resultados e mencionou o software alemão oito vezes no balanço, sempre como vilão.

No material, a Fras-Le aponta que “inconsistências” do ERP contribuíram para a queda anual de 54,7% no lucro líquido, que ficou em R$ 4,7 milhões no primeiro trimestre de 2012.

O documento não menciona nomes, mas é sabido que a Randon iniciou em 2010 um projeto de implementação do SAP em todas as empresas do grupo. Na Fras-le, o sistema tirou de cena de uma solução da Datasul.

Na divulgação de resultados do primeiro trimestre, a Fras-Le informou que sua equipe trabalhou ao longo de todo o trimestre em solucionar problemas no ERP, conseguindo estabilizar o software em fevereiro.

Veja também

TELECOM
Oi tem queda de 83% no lucro do trimestre

Empresa é uma das proibidas pela Anatel de vender novos chips.

TUDO JUNTO
Embraco unifica contas com SAP

A Embraco, fabricante catarinense de compressores para refrigeração, integrou todas as suas unidades, em Joinville, EUA, Itália, Eslováquia, China e México, com o SAP System Landscape Optimization.

A companhia já havia iniciado uma interconexão entre as unidades ainda em 1998, com o SAP R/3, mas o projeto não abrangia a China, e a expansão das operações no país demandaram a necessidade da nova solução.

O HOMEM QUE REFEZ A NET
Valim ensina a dar a volta por cima

O responsável pelo primeiro lucro líquido da NET, pela liderança da Serasa Experian AL no grupo e hoje presidente da Oi dá o recado.

UPGRADE
Oi investirá R$ 290 milhões no RS em 2012

Previsão é de instalar cerca de 100 novos sites de telefonia móvel 2G e 3G no Rio Grande do Sul em 2012.

COMEÇAR DE NOVO
Oi investirá R$ 24 bi em reestruturação

Operadora divulga plano de investimentos bilionário falando em reestreia.

Oi compra Vex R$ 27 milhões

A Oi acaba de comprar a Vex por R$ 27 milhões.

Com a aquisição, a operadora vai incorporar os 42 mil pontos de acessos à Internet Wi-Fi da companhia, localizados em 57 países.

Expansão no Sul e Sudeste
Conforme o diretor Financeiro da Oi, Alex Zornig, a compra faz parte da estratégia de ampliação da capilaridade da Oi, que também pretende aumentar sua presença em São Paulo e na região Sul.

NOVA ERA DO CANAL
SAP: do VAR ao ITO

SAP prevê futuro dos canais no modelo ITO (provedor de IT Outsourcing), com oferta baseada em serviços, SaaS, cloud e Hana.

NO VERMELHO
Poucos se safam de queda no trimestre

Em trimestre de balanços negativos, setores de educação, imóveis e shopping centers se mantêm no azul. Por pouco.

Elpida pede concordata com dívida de US$ 5,6 bi

A Elpida Memory, fabricante japonesa de semicondutores e DRAM, apresentou o maior pedido de concordata industrial do Japão, dos últimos dois anos, em meio à dívida de US$ 5,6 bilhões.

Depois dos preços dos semicondutores terem afundado e da empresa não ter conseguido garantir um segundo resgate por parte de Tóquio, a companhia apresentou apenas no último balanço, e será excluída da Bolsa de Tóquio em 28 de março.