A Tropical Supermercados adotou a solução de RH da Sankhya. Foto: Pixabay.

A Tropical Supermercados, rede de supermercados de Rondonópolis, no Mato Grosso, adotou os módulos de ponto eletrônico, recrutamento e seleção, gestão de pessoas e banco de talentos do sistema integrado de RH da Sankhya

“Escolhemos a Sankhya por ser referência no mercado de sistemas de gestão e em função da flexibilidade do ERP, que possibilita a personalização dos módulos de acordo com nossa necessidade”, afirma Thiago Luis Speranca, diretor de Marketing da Tropical Supermercados. 

Antes de optar pela Sankhya, a empresa contava com um software que controlava apenas o ponto, não contemplando o cálculo do vale, do convênio, das horas extras e das bonificações. 

“Todas essas informações eram calculadas de forma manual e registradas em planilhas Excel, sem nenhuma integração com outras áreas. Hoje, o sistema Sankhya faz todos esses cálculos de forma automática e envia as informações ao setor financeiro com total integração”, relata.

Ainda em processo de implantação, o projeto ainda deve agregar outras áreas. 

“Esperamos agregar uma série de recursos em nossa área de RH. Por meio do módulo de gestão de competências, por exemplo, poderemos realizar uma avaliação de desempenho em 90º, 180º, 360º, de maneira precisa e matematicamente comprovada. Isso nos ajudará a oferecer mais transparência no feedback para os colaboradores”, explica Speranca. 

Atualmente a Tropical Supermercados conta com 600 colaboradores e mais de 20 mil clientes diários distribuídos em oito lojas. A sede da empresa fica em Rondonópolis, cidade que tem o segundo maior PIB do estado de Mato Grosso. 

A cidade, que já foi chamada de "Capital Nacional do Agronegócio", hoje na indústria o principal foco da economia, agregando valor aos tradicionais representantes do município, como soja e algodão. Empresas como Cervejaria Petrópolis, TBM Têxtil, Nortox Agrotóxicos, Bunge Alimentos e Agra estão instaladas em Rondonópolis.

A Sankhya, empresa mineira de sistemas de gestão, faturou R$ 80 milhões no ano passado, uma alta de 23% frente aos resultados de 2014. Para 2016, a previsão é faturar R$ 110 milhões.

A companhia tem 21 unidades em 10 estados do país e projeta investir mais R$ 10 milhões em aberturas neste ano. A previsão é que mais 12 novas sedes sejam abertas em dois anos.

Em 2015, a empresa divulgou um plano de investimento de R$ 40 milhões em pesquisa e desenvolvimento e marketing, com a meta de atingir R$ 145 milhões em 2017.