Gaúchos votaram em orçamento via web. Foto: divulgação.

Com 255,7 mil votantes em três dias, o Rio Grande do Sul realizou a maior consulta pública da Internet no país, definindo por voto direto o destino de parte do orçamento do estado em 2015.

Segundo dados da Procergs, a votação realizada durante 2 e 4 de junho consistiu no maior processo de orçamento participativo digital do mundo. Em 2013, a consulta somou 157.549 votos pela Internet.

Para o Gabinete Digital, que coordenou a votação na Web e teve por meta ampliar o alcance no ambiente online, entre os diferenciais da campanha deste ano consta a utilização maciça das redes sociais para viralizar conteúdos e atrair novos votantes.

A Procergs desenvolveu o sistema em software livre - e da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), responsável pela consulta, o sistema de votação também foi reformulado a partir do zero.

A estratégia possibilitou, por exemplo, que os participantes recebessem cupons extras para o Sorteio do Milhão da Nota Fiscal Gaúcha, agendado para março de 2015.

Neste ano, a Votação de Prioridades disponibilizou R$ 200 milhões para a consulta popular, cifra 21% maior no comparativo com o período anterior, quando o montante somava R$ 165 milhões.

Os números da votação presencial, que ocorreu no dia 4 em todo o estado, ainda serão computados e divulgados pela Seplag.

Durante o experimento realizado no estado, pesquisadores do Banco Mundial acompanharam o processo.

Segundo destaca Tiago Peixoto, especialista em Governo Aberto do Banco Mundial, além dos números, esta foi esta foi a primeira consulta a utilizar modernos recursos de mobilização, valendo-se desde a telefonia móvel até a força das redes sociais para chegar ao resultado final.

"Acompanhamos diversos processos semelhantes em diversos países e podemos dizer com segurança que a Votação de Prioridades do Rio Grande do Sul é a maior consulta orçamentária digital do mundo”, afirma o especialista.