CO-LOCATION

Gradual: ativos via software com Cisco

06/06/2014 11:54

A modalidade é oferecida a clientes que demandam por operações com extrema agilidade.

Gradual utiliza switches Cisco Nexus 3548. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Gradual Investimentos, corretora de valores, disponibiliza ativos via software com tecnologia Cisco. A companhia utiliza switches Cisco Nexus 3548 na oferta de co-location na BM&FBovespa, aumentando a diversidade de serviços e aprimorando a infraestrutura de TI. 

A modalidade é oferecida a clientes que demandam por operações com extrema agilidade, em que atrasos podem representar impactos negativos para o negócio.

O serviço de co-location na Bovespa é disponibilizado desde setembro de 2013. Por ele, as ordens de compra e venda são geradas por softwares (Automated Trading System - ATS) instalados em servidores hospedados no centro de processamento de dados da BM&FBovespa. 

Por conta da proximidade, o cliente tem a possibilidade de negociar com baixa latência, otimizando recursos e potencializando ganhos.

“Oferecemos essa solução aos clientes que possuem estratégia de trading que requerem baixíssima latência e são extremamente exigentes. São aqueles clientes para os quais cada metro de distância, cada microssegundo ou nanossegundo entre sua estrutura e o Matching Engine faz a diferença e é estratégico. Não é à toa que a Bolsa aloca espaço para esse tipo de cliente”, descreve Jefferson Macedo, Business Development Manager & DMA da Gradual Investimentos.

Os switches Cisco Nexus 3548 Series proporcionam baixa latência (menos de 1 microssegundo de porta a porta) com alta densidade, provendo recursos que customizam a gestão, otimizam o desempenho e permitem criar facilmente redes de “infrastructure-as-a-service” (Iaas – Infraestrutura como serviço). 

O switch de uma unidade de rack suporta comutação com taxa de transmissão de Camada 2/3 e uma vasta gama de protocolos de roteamento dentro do sistema operacional Cisco NX-OS.

A corretora de valores contou a DMI, parceira Cisco especializada no segmento de finanças e fornecedora da solução.

“Junto com a eficiência no transporte de dados, a facilidade de configuração é uma das principais vantagens do equipamento Cisco”, afirma Marcos Antônio Gomes, gerente da vertical de finanças da DMI.

Veja também

ESTRATÉGIA
Cisco incorpora Insieme e reforça SDN

Aquisição é parte da estratégia da Cisco para crescer no segmento de redes configuradas por software.

AMÉRICA LATINA
Teltec recebe prêmio da Cisco

Além da empresa de SC, três brasileiras foram destaque: Comstor, a Promon e a Wittel.

OLÍMPICA
Cisco é a infraestrutura da Rio 2016

Os produtos e serviços da Cisco serão a base da rede para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

INTERNET DAS COISAS
Cisco vai investir US$ 1 bi em nuvem híbrida

Com isso, vai oferecer serviços para atender a demanda de Internet das Coisas nos próximos dois anos.

Girls in ICT Day
Cisco apresenta TI para jovens mulheres

Evento é um esforço global para capacitar e incentivar garotas ingressar no mundo da TIC.

CARREIRA
Ex-Apple é CFO da Cisco no Brasil

Vuk Petrovic, ex-Apple, será responsável por todos os aspectos financeiros da empresa no Brasil.

NEM TODOS SOBREVIVERÃO
CEO da Cisco: vem aí um apocalipse na TI

John Chambers, crítico perspicaz do cenário de TI, não tem previsões muito animadoras para o segmento nos próximos anos.

LOCAL
Cisco: fabricação de blades UCS no Brasil

Fabricação local faz parte do plano de investimentos no Brasil de cerca de R$ 1 bilhão, anunciado em 2012.