INDÚSTRIA

Marcopolo usará grafeno produzido na UCS

06/05/2020 10:14

Área de engenharia da empresa estuda reduzir peso e aumentar resistência dos ônibus fabricados.

Estudos incluem a substituição de metais em alguns componentes estruturais, como poltronas. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Marcopolo, multinacional brasileira fabricante de carrocerias de ônibus, vai iniciar testes com o grafeno produzido na Universidade de Caxias do Sul (UCS) para aplicação em novos componentes dos veículos.

Segundo a empresa, o programa está em fase de estudos de engenharia. O plano é concluir o desenvolvimento e iniciar testes no segundo semestre deste ano, apresentando  as novidades no mercado em 2021.

Após firmar parceria com a universidade, em 2019, a empresa iniciou os estudos de caracterização, etapa que permite determinar qual a quantidade ideal de grafeno na composição do material para cada subsistema do produto. 

Isso inclui testes de ensaios químicos, térmicos e mecânicos, além de testes acelerados de durabilidade.

O objetivo da Marcopolo é reduzir o peso total dos ônibus, ampliar e garantir a resistência estrutural, de olho na possibilidade de utilização e introdução em veículos de motorização 100% elétrica ou híbrida - o que está ocorrendo na indústria automobilística mundial.

“Nossos trabalhos mostram que a liga com grafeno e aço proporciona redução de peso e melhoria das características mecânicas. Estamos desenvolvendo a sua aplicação na pintura, com a adição do grafeno em tintas para reduzir camadas, diminuindo custos e melhorando as características contra a corrosão”, conta Luciano Resner, diretor de engenharia da Marcopolo.

A companhia também está avaliando a substituição de componentes metálicos por polímeros com a adição do grafeno em materiais de acabamento, como a estrutura do porta-pacotes e descansa-pernas, e em alguns componentes estruturais, como poltronas.

O grafeno é uma nanopartícula extraída do grafite, de apenas um átomo de espessura e 200 vezes mais resistente que o aço, além de ser o material mais leve do mundo. 

Para se ter uma ideia, uma folha de grafeno de 1 m² pesa 0,0077 gramas e é capaz de suportar cargas de até quatro quilos. 

Maleável, resistente ao impacto e à flexão, também é excelente condutor térmico e elétrico.

A UCS está localizada em Caxias do Sul, na serra gaúcha, mesma cidade da Marcopolo. A universidade realiza pesquisas sobre o material desde 2005, um ano após a sua descoberta.

Recentemente, a instituição inaugurou o UCSGraphene, a maior planta de produção de grafeno em escala industrial da América Latina implementada por uma universidade, além de ser a maior em capacidade produtiva.

No local, serão produzidos até 500 kg do material ao ano, com possibilidade de ampliação para 5 mil kg anuais após 12 meses.

Com ações listadas na B³, a Marcopolo S.A. teve um faturamento de R$ 4,3 bilhões em 2019, com um lucro líquido de R$ 212 milhões.

A empresa é responsável por quase metade da produção nacional de carrocerias de ônibus, é a maior encarroçadora da América Latina e a terceira maior do planeta. São 10 fábricas nos continentes americano, africano e asiático.

Em 2018, a Marcopolo lançou o primeiro ônibus elétrico para uso urbano em parceria com a chinesa BYD. 

Veja também

CIÊNCIA
UCS inicia produção de grafeno

Serão até 500 kg produzidos ao ano com possibilidade de ampliação para 5 mil kg anuais.

INDÚSTRIA
Marcopolo e Randon suspendem produção

Fabricantes de veículos de grande porte vão entrar em férias coletivas por conta do coronavírus.

SERRA
Machado, ex-Neobus, está na Martiplast

Profissional assume a TI da indústria plástica com sede em Caxias do Sul.

PÓS-VENDA
Marcopolo lança e-commerce de peças

Com plataforma da CWS, empresa vai integrar todos os revendedores da rede. 

MOBILIDADE
Marcopolo prepara ônibus rodoviário elétrico

Empresa gaúcha está desenvolvendo novo modelo inédito no mercado nacional.

SERRA GAÚCHA
Hélice, UCS e Ventiur vão acelerar cinco startups

O programa selecionou projetos dos setores de financiamento eletrônico, gestão de processos e marketing.

EVENTO
Caxias do Sul terá Innovation Day repaginado

Novo formato reúne três eventos: Fórum de Inovação, Congresso HDI-RS e o próprio Innovation Day.

INOVAÇÃO
Hélice tem espaço na 28ª Mercopar

O movimento foi criado por Randon, Florense, Marcopolo e Soprano, quatro grandes empresas sediadas na Serra Gaúcha.

INDÚSTRIA 4.0
SKA e Meta investem na Ayga

Startup de IoT é o novo negócio do fundador da Altus, Luiz Francisco Gerbase.

VOANDO
Hélice: Serra Gaúcha se une pela inovação

Movimento une nomes de peso como Randon, Florense, Marcopolo e Soprano.