SEGURANÇA

Energisa tenta se recuperar de ataque há uma semana

06/05/2020 08:14

Companhia está com site e aplicativo fora do ar enquanto busca restabelecer sistemas.

O ataque aconteceu na madrugada da última quarta-feira, 29. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Energisa, que controla distribuidoras de eletricidade em 11 estados brasileiros, sofreu um ataque cibernético e está com diversos serviços fora do ar, incluindo um aplicativo e o site oficial da empresa.

Segundo a agência Reuters, o ataque aconteceu na madrugada da última quarta-feira, 29, e não chegou a impactar o fornecimento de eletricidade em nenhum momento.

“A Energisa ressalta que comunicou o ataque cibernético às autoridades e está trabalhando com especialistas em segurança da informação na resolução do caso”, disse a empresa, em nota, à Reuters.

Para isso, alguns sistemas de atendimento ao cliente, como o app Energisa ON e o site, precisaram ser desligados por medidas de segurança, informou a empresa.

Na última terça-feira, 5, um comunicado no site afirmava problemas técnicos em servidores e que a empresa estava atuando em esquema de contingência enquanto a equipe de tecnologia da informação trabalhava para resolver a situação, sem mencionar um ataque cibernético.

Já nesta quarta-feira, 6, a Energisa avisa apenas sobre a indisponibilidade da página e que está “trabalhando ininterruptamente para retomar o atendimento por esse canal”. 

A empresa indica a Gisa, atendente virtual da companhia no WhatsApp, como meio de contato, uma vez que o Energisa ON, aplicativo específico da companhia voltado para consumidores, também segue fora do ar.

Ainda de acordo com a agência de notícias, a Energisa disse que os principais serviços aos clientes foram retomados e que segue trabalhando para normalizar as operações.

A companhia não deu mais detalhes sobre o ataque que atingiu seus sistemas, nem citou prazos para a resolução do problema.

A Energisa atende cerca de 7,8 milhões de consumidores por meio de 11 distribuidoras de energia que atuam em Minas Gerais, Sergipe, Paraíba, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Acre e Rondônia.

Veja também

CRM
Solutis cria área focada em Salesforce

Nova frente será liderada por Ellen Cipulo, ex-EY. Mercado Salesforce está quente.

RESPOSTAS
SISPRO é parceira no Ideathon Covid-19

Maratona de geração de ideias online criativas e inovadoras para lidar com o Covid-19.

ATAQUES
Coronavírus aumenta risco de segurança de TI

71% dos profissionais relatam aumento de ameaças como phishing e malware.

COOPERAÇÃO
CompTIA cria conselho de cibersegurança

Grupo é liderado por Fernando Silva, VP da Tempest Security Intelligence.

GESTÃO
O fim da era da Segurança da Informação ou início da era dos Riscos de Negócio?

A segurança da informação subiu da pauta do CISO e do CIO, passando o risco cibernético a ser pauta prioritária das empresas.

BOMBANDO
Linkedin: segurança e Salesforce em alta

Rede social lançou lista de 15 profissões em alta para 2020 no Brasil. 

VAZAMENTO
Unimed expõe dados de pacientes

Falhas em banco de dados possibilitam acesso a fichas cadastrais completas de pacientes.

SEGURANÇA
Vivo admite vazamento de dados

Segundo os pesquisadores do WhiteHat Brasil, a falha pode afetar dados de pelo menos 24 milhões de clientes.

CONTRATAÇÃO
Unisys: novo líder de segurança para América Latina

Alexis Aguirre liderava anteriormente a equipe de segurança da British Telecom

INTERNET
Dicas de segurança para proteger seu site contra hackers

Atualização, validação dupla, políticas de upload de arquivos, criptografia e outras boas práticas.