Colar impresso em material plástico ABS. Foto: Divulgação.

A Stratasys, líder global em impressoras 3D e soluções de manufatura aditiva, foi a parceira do estilista brasileiro Pedro Lourenço para aplicar tecnologia de impressão 3D à moda. 

A colaboração gerou acessórios que foram destaques da São Paulo Fashion Week de 2014.

Essa foi a primeira vez em que essa tecnologia foi usada em uma coleção de um estilista brasileiro.  

A coleção “Capsule Primavera Verão 2015” mostrou colares impressos em tecnologia FDM, numa impressora Stratasys Fortus250, em material plástico ABS. 

Após a impressão e validação da geometria, as peças foram finalizadas e pintadas nas cores escolhidas para compor a coleção. 

Alguns dos acessórios receberam, inclusive, um banho de ouro, ganhando o efeito luxuoso de uma joia. 

Para desenvolver e confeccionar as peças, Lourenço e sua equipe contaram com o apoio da Stratasys e de seu parceiro de negócios, a LWT. 

Na Paris Fashion Week, em outubro de 2013, Pedro Lourenço recebeu o prêmio Prix d’Excellence de la Mode na categoria de talento jovem mais promissor. 

Lourenço detalha que em seu próximo desfile, que deve acontecer em outubro, em Paris, ele e sua equipe seguirão explorando as inúmeras possibilidades criativas da impressão 3D. 

“Estou interessado não apenas na estética como, também, na funcionalidade que esta tecnologia pode trazer ao usuário da moda. 

Para Gal Barak, diretor geral da Stratasys América Latina, a disseminação do uso de impressão 3D na moda já é uma realidade na região. 

Pedro Lourenço é filho dos estilistas Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço. Ele decidiu que iria seguir a carreira dos pais, com apenas 12 anos, quando começou como estilista uma marca de sua mãe, Carlota Joakina, em 2003. Assinou a coleção da marca até 2005, quando decidiu ter a sua própria e a desfilou no São Paulo Fashion Week.