Pablo Vidal, diretor de marketing da LG, no Digital Experience 2013. Foto: Baguete.

Para a coreana LG, a chegada da nova geração de conectividade móvel é uma estratégia geral para os seus novos produtos e não apenas um novo recurso para a sua linha de telefones.

O 4G é um dos quatro pilares que sustentarão a operação da companhia, que apresentou seus planos de negócio para 2013 no Digital Experience 2013, realizado em São Paulo nesta quarta-feira, 06.

O uso da nova rede móvel será o fio condutor das novas linhas de aparelhos high-end como o novo Optimus G, que chega em março, mas também deve ser o ponto de partida da adoção da tecnologia para aplicações inteligentes para o lar.

Para a empresa, que teve um faturamento de US$ 45,2 bilhões em 2012, o Brasil constitui o segundo maior mercado da fabricante em todo o mundo. Para 2013, a empresa projeta um faturamento na casa dos US$ 3 bilhões por aqui, um crescimento de 20%.

TUDO COM 4G
Na estratégia da coreana, o uso do 4G abrangerá desde telefones conectados à televisão, como uma segunda tela remota, até o controle da casa como um todo, como climatização e appliances de cozinha, como geladeira e forno.

Segundo o diretor de marketing da LG, Pablo Vidal, a empresa é a fabricante com o maior número de patentes para o uso do 4G em diferentes plataformas.

"Mais do que uma forma de conexão em alta velocidade, pensamos nesta tecnologia como o impulso necessário para aplicar nossas ideias de casa inteligente", explica.

Na Coreia do Sul, país sede da LG e onde o 4G já cobre cerca de todo o território, estas tecnologias já são uma realidade, destaca Vidal.

Outras empresas, como a conterrânea e concorrente Samsung também apostam neste mercado.

"Já poderíamos lançar aparelhos com esta tecnologia amanhã. É uma questão de tempo até eles chegarem. Estamos de olho no mercado e em contato com operadoras para agilizar este processo", afirma Vidal.

O QUE VEM PRIMEIRO
Embora a telefonia 4G esteja em seu estágio inicial no país, com operação comercial em seis municípios, a LG anunciou no evento e chegada de seu carro-chefe para o mercado de smartphones 4G, o Optimus G.

Lançado lá fora no final de 2012, o aparelho tem lançamento previsto para a segunda metade de março no Brasil e é a aposta da LG para bater de frente com os campeões iPhone e Samsung Galaxy S III.

O aparelho chegará às lojas pelo preço sugerido de R$ 1.999 em sua versão de 32 GB.

O Optimus G conta com um chip quad-core Qualcomm Snapdragon S4 Pro de 1,5 GHz, GPU Adreno 320 e pronto para as redes 4G/LTE do Brasil e exterior.

Segundo o diretor de vendas de celular da LG, Jan Petter, o Optimus G é a primeira investida da companhia no 4G. No entanto para o segundo semestre, a empresa investirá em novas e mais acessíveis linhas.

"Queremos trazer a família de telefones Optimus F, que são prontas para o 4G, mas um pouco abaixo do G, para abrir o leque de opções", destaca.

Outro plano para os próximos meses é lançar no país o Nexus 4, smartphone Android produzido em parceria com o Google, que também tem conexão 4G. No entanto, a empresa não divulgou datas nem valores para a chegada do brinquedinho.

A palavra mais comentada pelos executivo da LG presentes no evento foi "premium". Para a companhia, a expressão não se restringirá aos produtos top de linha, como o Optimus G.

"O objetivo é levar aparelhos com design de ponta, com recursos de primeira linha a todos os modelos, desde os de entrada até os que chamamos de super premium", explica Vidal.

* Leandro Souza cobriu o Digital Experience 2013 em São Paulo a convite da LG