40% da população não tem acesso ao sinal digital. Foto: flickr.com/photos/wonderlane.

O governo federal deseja desligar a TV analógica a partir de 2015. O apagão será realizado em etapas entre janeiro de 2015 e dezembro de 2018. 

A decisão foi informada pela secretária de Serviços de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, Patrícia Ávila, durante o 36º encontro Tele.Síntese nessa quarta-feira, 04, em Brasília.

Antes, a idéia era fazer o desligamento de uma vez só em todas as cidades, segundo informação do Computer World.

Porém, conforme Patrícia, 40% da população não tem acesso ao sinal digital. 

Algumas medidas estão sendo adotadas para ampliar a cobertura, entre elas a redução da burocracia na condução dos processos e a concessão de autorizações provisórias de funcionamento para as emissoras. 

A otimização do espectro e o replanejamento de canais serão feitos nessa semana em reunião com a Anatel para definir as questões do Norte e Nordeste. Depois, será a vez do Centro-Oeste. 

"Das cerca de 4.500 retransmissoras de TV sem par digital, apenas 20% estão em regiões onde o espectro está congestionado. As demais estão em cidades pequenas, que não têm esse problema", destacou.

De acordo com a secretária, atualmente, há cerca de 500 pedidos de consignações parados por falta de canais disponíveis ou porque o par digital está acima do canal 51. E isso, será resolvido com o replanejamento.