Paul Rooke, presidente e diretor executivo da Lexmark. Foto: Divulgação.

Por cerca de US$ 37 milhões, a Lexmark adquiriu a Claron Technology, sediada em Toronto. A empresa fornece software para visualização de imagens médicas, distribuição, compartilhamento e colaboração. 

A plataforma de visualização de imagens médicas da Claron oferece acesso fácil e baseado na web a estudos de imagens de arquivos de imagens e Sistemas de Comunicação e Arquivamento de Imagens (PACS, na sigla em inglês) ou a arquivos de fornecedor neutro (VNAs), permitindo que médicos, clínicos e especialistas vejam os estudos de imagem do paciente e colaborem em tempo real tempo para melhorar o atendimento.

Com esta aquisição, o Perceptive Software, da Lexmark, expande a sua oferta para os profissionais de saúde.

"Os conteúdos digitais em todas as formas continuam a crescer exponencialmente, em particular na área da saúde. Os profissionais devem estar equipados para utilizar este conteúdo e a troca de informações de forma mais rápida para colaborar de forma mais eficiente para melhor atender os pacientes", disse Paul Rooke, presidente e diretor executivo da Lexmark.

A área de navegação cirúrgica da Claron não irá ser transferirida para a Lexmark e irá operar sob o nome de Claronav.

No terceiro trimestre de 2014, a Lexmark alcançou receita de US$ 921 milhões. No mesmo período do ano anterior o faturamento havia sido de US$ 896 milhões.