José Roberto Marques, presidente do Instituto Brasileiro de Coaching. Foto: Divulgação.

Por José Roberto Marques*
Colaboradores que não exercem suas atividades de forma eficaz, trazem inúmeros problemas para a empresa, como queda na produtividade, desmotivação da equipe, falta de foco, prejuízo no clima organizacional e na entrega de resultados inferiores. A procrastinação no trabalho é algo que deve ser evitado.

Dentre os fatores que podem atrapalhar o desempenho do profissional, alguns são: problemas com os outros colegas de trabalho, insatisfação com o salário, objeções com o gestor e procrastinação.

Quantas vezes o gestor de uma empresa já pegou o colaborador distraído no celular? Lendo matérias na internet? Adiando para começar suas atividades? Extrapolando o horário de almoço ou conversando com algum colega de trabalho? Isso é procrastinar. A característica não é sinônimo de preguiça, mas sim, o ato de adiar a realização de determinada tarefa.

Tal comportamento é presente na vida de qualquer ser humano, mas torna-se prejudicial quando a pessoa procrastina o tempo inteiro, em qualquer situação. Quando isso acontece no meio coorporativo, o profissional constantemente arruma desculpas para justificar a não realização ou atraso das suas atividades.

Uma hora ou outra, tal comportamento será notado pelo gestor e pelos outros colegas de trabalho, como consequência, ele acaba sendo rotulado como preguiçoso e corre o risco de perder o seu emprego.

 

Prejuízos causados pela procrastinação no trabalho 

O profissional que atrasa suas entregas ou até mesmo não realiza seu trabalho por conta da procrastinação, traz prejuízos como:

- Queda no desempenho da equipe;

- Danos ao desenvolvimento da sua própria carreira;

- Acúmulo de tarefas e entregas;

- Perda de prazos;

- Dificuldade em bater metas.

 

Como evitar a procrastinação dos profissionais

- Delegue as tarefas conforme as competências de cada profissional, dessa forma, eles desempenharão as atividades de acordo com o seu nível de conhecimento e não correrão o risco de evita-las ou adia-las;

- Dê feedbacks constantes aos seus colaboradores, identifique as falhas que podem ser corrigidas, assim como as tarefas que estão atrasadas ou não foram entregues;

- Acompanhe de perto os profissionais, tal ação pode causar aumento na produtividade da equipe e diminuição da procrastinação;

- Trace metas e objetivos e estipule prazos para a entrega de cada processo da empresa;

- Desenvolva plano de carreira para seus colaboradores. Tal planejamento é composto por ações e qualificações que garantirão uma melhor perspectiva para o profissional e maior envolvimento nas atividades desempenhadas;

- Realize periodicamente avaliação de performance com a sua equipe, a ferramenta é capaz de verificar a evolução dos colaboradores, dessa forma, você será identificará onde existe procrastinação;

- Monitore redes sociais, aplicativos, o uso do e-mail e sites de entretenimento. O meio online pode alavancar a procrastinação dentro da empresa.

 

A procrastinação traz inúmeros prejuízos, tanto para o profissional que a pratica, quanto para a empresa ao qual ele está inserido. Ao identificar um colaborador com esse tipo de comportamento, é fundamental que o gestor tome medidas para eliminar tal prática, pois caso isso não seja feito, a empresa corre riscos de ver a sua produtividade em queda, ter problemas quanto a entrega das suas atividades e queda da qualidade dos seus resultados e do seu lucro.

*José Roberto Marques é presidente do IBC - Instituto Brasileiro de Coaching.