Adriano Guimarães, CEO da Starline. Foto: Thaís Maia/ Divulgação

A Starline, empresa que desenvolve soluções para o ramo educacional, criou uma extensão para o sistema de gestão de avaliações. O aplicativo para correções de provas de múltipla escolha, permite que professores otimizem o tempo de avaliação.

Utilizando a câmera de dispositivos iOS, o app corrige automaticamente os gabaritos de respostas de provas de múltipla escolha. Inicialmente o app poderá ser acessado somente para as escolas ou professores que adquirirem o Sistema de Gestão de Provas [SGP] da empresa.

O gerenciador SGP oferece a possibilidade de criar as avaliações, com banco de questões e matriz de referência, gerenciar as avaliações, com formatação e diagramação definidas, além de identificar o gap de aprendizado, oferecendo para cada aluno uma análise de desempenho. Todo o sistema é online e automatizado.

O CEO da empresa, Adriano Guimarães, afirma que muito em breve poderão oferecer a aplicação de modo freemium, quando somente algumas funcionalidades são oferecidas  gratuitamente.

“A missão da Starline é assegurar que toda instituição de ensino tenha acesso a processos mais eficientes e eficazes, algo que somente a tecnologia pode proporcionar. Por isso, o aplicativo fecha uma lacuna que tomava tempo precioso dos professores e completa um processo que o SGP, nosso outro produto, já inicia”, comenta.

Com o lançamento, a companhia pretende dobrar o faturamento, que hoje tem 65% vindos da receita obtida com o SGP. Os outros 35% são da utilização do Smart, ERP também desenvolvido pela Starline que atua com toda a gestão escolar.

Guimarães, que conta com passagens na instituição Anhanguera, revela ainda que há planos, no futuro, de entrar no sistema público de educação. Em seu portfólio já existem 50 instituições de ensino, entre elas, a Fundação Getúlio Vargas e PUC Minas. Até o final do ano, a prospecção da companhia é alcançar 100 mil professores em todo o Brasil.

Fundada em Minas Gerais, a Starline está sediada em Belo Horizonte e tem 45 funcionários. A empresa conta com investimentos da Confrapar e da Gera Ventures.