ENERGIA

Eletrobras: Smart Grid com Cisco

05/05/2015 09:13

Projeto atende os estados do Amazonas, Alagoas, Acre, Piauí, Rondônia e Roraima.

A Cisco fornecerá a infraestrutura de comunicação do programa Energia+. Foto: Tungphoto/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

A Cisco foi selecionada como a principal fornecedora de infraestrutura de comunicação para o projeto de medição inteligente do programa Energia+ da Eletrobras, que atenderá os estados do Amazonas, Alagoas, Acre, Piauí, Rondônia e Roraima. 

Com financiamento do Banco Mundial no valor de R$ 1,2 bilhão, o projeto Energia + tem o objetivo de atingir eficiência operacional através da melhoria da qualidade dos serviços e do controle de perdas não técnicas, que segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), chegam em média a  22% na região norte e 10% no nordeste em relação a energia requerida.

Os medidores utilizam a arquitetura Cisco FAN (Field Area Network) que funciona com uma Infraestrutura de Medição Avançada (AMI, na sigla em inglês) que atenderá a 80 mil medidores na primeira fase do projeto.

Trata-se de um sistema baseado no padrão IPv6, que permite a implantação de diversas outras soluções, como automação  da distribuição de energia, gerência das equipes de campo e integração com sistemas legados.  

Com o AMI os dados serão transmitidos em tempo real - utilizando a rede sem fio - para a Central de Inteligência da Medição, que será localizado em Brasília. Com isso, será possível monitorar e controlar aos medidores de energia e a rede elétrica, permitindo identificar e corrigir falhas na distribuição com mais agilidade.

Além disso, a solução representa redução de custos operacionais, pois vai diminuir os deslocamentos de equipes técnicas aos locais mais remotos e de difícil acesso. O consumidor, por sua vez, terá condições de acompanhar e controlar o seu consumo.

“Esse é um projeto que vai nos ajudar a otimizar nosso atendimento e a forma como trabalhamos”, afirma Paulo Lucena, da Eletrobrás.

A implantação do projeto AMI, no contexto do Programa Energia+ será realizada pelo consórcio formado pela Siemens, Itron, Telefônica e Telemont, parceira da Cisco, para fornecer Smart Grid nas cidades atendidas pelas Empresas de Distribuição da Eletrobrás. 

Atualmente o projeto está em fase de mobilização. A implementação total está prevista para ser finalizada em 2017.

Em uma fase posterior, o Smart Grid permitirá que empresas possam vender sua cota de energia excedente, além de possibilitar ofertas pré-pagas e tarifação dinâmica.  

A Eletrobras é a maior empresa de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica da América Latina. Suas empresas respondem por 34% da potência instalada de geração e 55% das linhas de transmissão do Brasil. 

No segmento de distribuição possui o controle integral de seis empresas, que respondem por 25% do território brasileiro.

Veja também

ENERGIA ELÉTRICA
Brasil: R$ 1,6 bilhão em smart grid

O país já conta com mais 200 projetos pilotos de smart grid em andamento.

CONTRATAÇÃO
Ícaro tem novo gerente para energia

Paulo Silas veio da FITec, onde atuou como gerente de desenvolvimento de negócios. 

NOVA OFERTA
Sonda Utilities: smart grid com Elektro

Serão investidos R$ 18 milhões até a finalização do projeto.

EM BARUERI
Cisco: R$ 75 mi em smart grid com Eletropaulo

Projeto na região metropolitana de São paulo prevê a instalação de 62 mil medidores inteligentes.

ENERGIA
Eletrobras: smart grid em distribuidoras

Consórcio composto por Siemens, Itron e Telemont venceu licitação no valor de R$ 226 milhões. 

ENERGIA+
Vivo: rede em projeto da Eletrobrás

A Vivo utilizará uma rede 3G para a conexão máquina-a-máquina (M2M) do Programa Energia+.