Intelbras está de olho no trânsito. Foto: flickr.com/photos/jonathankosread

A Intelbras, de São José, na Grande Florianópolis, acaba de lançar o Intelbras Traffic System (ITS), um sistema de monitoramento de trânsito capaz de identificar e rastrear placas automotivas, além de monitorar a velocidade dos veículos.

A solução contempla câmera (ITS CAM 1400), caixa de proteção, dispositivo para iluminação noturna, radar do tipo Doppler e controlador de laços indutivos de pista. Não foi divulgado o investimento no produto ou o valor de mercado do mesmo.

“O sistema é totalmente confiável e a inteligência da solução está embarcada na câmera e não em um computador. Com isso não é necessário um alto investimento em infraestrutura, afinal a rede de internet necessária para a solução não exigirá grandes velocidades ou banda”, destaca Fabio Ribeiro, Gerente Nacional-Integração/Governo da Intelbras.

No começo do ano, a empresa levantou um financiamento de R$ 71 milhões junto ao BNDES.

Segundo nota do banco federal de fomento, o projeto da empresa prevê a implantação de amplo plano de inovação, no período de 2014 a 2016, no âmbito do Programa de Sustentação do Investimento (BNDES PSI).

A Intelbras não abre faturamento, mas estimativas apontam para algo em torno de R$ 750 milhões anuais. A empresa atua em três áreas: telecomunicações, redes e segurança eletrônica. 

Nos últimos anos, os lançamentos da empresa indicam que a estratégia é fugir dos valores de menor agregado e margens de lucro pequenas para uma zona mais confortável do m ercado.

Segundo nota do BNDES, o investimento em inovação da empresa visa passar a atuar também em centrais telefônicas de grande porte, com tecnologias mais avançadas, como centrais IP (Internet ou Intranet). 

Já na divisão de segurança eletrônica, a meta é o desenvolvimento de novos produtos, com vistas a aumentar a participação de mercado. 

Vale lembrar que nesse segmento a Intelbras adquiriu em agosto do ano passado a Engesul, empresa de Blumenau especializada em alarmes de incêndio e sinalizações de emergência.

A aquisição complementou a linha de produtos de segurança da Intelbras, que até o momento estava restrita a câmeras de vigilância e monitoramento eletrônico.

Fundada em 1976, a companhia conta com mais de 40 mil pontos de venda para varejo e 18 mil revendedores corporativos, além de exportar para América Latina, África e Oriente Médio

A empresa tem 2,3 mil colaboradores distribuídos em quatro parques fabris (dois em Santa Catarina, um no Amazonas e um em Minas Gerais).