PCs PUXAM QUEDA

Receita de chips cai 2,6%. Intel lidera mercado

05/04/2013 16:16

Mercado de semicondutores deu uma caída, mas Intel se manteve no topo. Foto: Flickr.com/wired

Tamanho da fonte: -A+A

O mercado de semicondutores faturou R$ 603 bilhões em 2012, queda de 2,6% sobre o ano anterior, segundo levantamento do Gartner. Entre os players do setor, a Intel manteve a liderança pelo 11º ano consecutivo.

Conforme dados da consultoria, a queda no valor total de rendimentos do setor se deve, em parte, a uma mudança no perfil de consumo, com aumento da venda de tablets e smartphones e queda na área de PCs.

Com isso, algumas movimentações ocorreram no mercado.

A Intel seguiu à frente, com market share de 16,4%, mas enfrentou retração de 3,1% na receita de 2012 sobre 2011 devido à redução das remessas de computadores, somando R$ 98,8 bilhões.

Se para a líder a queda nos PCs foi ruim, para outras, veio bem: a Qualcomm, por exemplo, se insere muito mais no mercado de tablets e smartphones, e em 2012 passou da sexta posição no mercado de semicondutores, que ocupava um ano antes, para a terceira, com fatia de 4,4% e deixando na poeira concorrentes como Texas Instruments e Toshiba.

No ano, a Qualcomm teve receita de R$ 26,5 bilhões, alta de 31,8% sobre 2011.

No ranking de 2012, o segundo lugar ficou com a Samsung, com 9,5% de participação global e receita de R$ 57,5 bilhões, aumento de 3,1% sobre 2011.

A Texas veio em quarto, com 3,7% de share e receita de R$ 22 bilhões; e a Toshiba em quinto, com fatia de 3,5% e receita de R$ 21,3 bilhões.

No topo da lista mundial dos semicondutores, a Intel mantém-se atenta a mercados diversos.
Mercados e regiões: a companhia tem atentado, por exemplo, para o segmento de saúde no Sul do Brasil.

Um dos investimentos foi feito pela Intel Capital, divisão de investimentos da fabricante de chips, na Pixeon, que tem sede em Florianópolis e é especialista em PACS (sigla em inglês para Sistema de Gestão de Imagens Médicas).

Com isso, a Intel entrou, em dezembro de 2011, no mercado de TI para saúde na América Latina.

Mais tarde, na metade de 2012, a Pixeon se fusionou com a Medical Systems, gerando uma empresa com carteira de mais de 1,2 mil clientes no Brasil, Argentina e Chile.

A fusão foi a segunda rodada de investimentos da Intel Capital na Pixeon.

Nenhum dos aportes teve seu valor revelado.

Veja também

CHIPS BILIONÁRIOS
Semicondutores têm alta de 1,8% na receita

Dados do Gartner indicam que a receita mundial de semicondutores chegou a US$ 306,8 bilhões no ano passado, 1,8% de aumento sobre 2010.

Segundo o instituo, os 25 maiores do ramo cresceram mais rápido que a indústria como um todo, correspondendo, juntos, a 69,2% do ganho total em 2011. Metade do crescimento, no entanto, veio de fusões e aquisições.

NA MIRA
Siemens, Phillips, Intel: SC atrai $$ para saúde

Siemens vai investir R$ 50 milhões em fábrica de Healthcare em Joinville. Intel investiu na Pixeon, de Florianópolis.  Philips comprou Wheb, de Blumenau. SC: que saúde!

TI MAIOR
Intel investirá R$ 300 mi em P&D no Brasil

Empresa firmou um acordo com MCTI e MEC para incentivar a pesquisa e desenvolvimento de TICs em áreas de interesse nacional.

PÉ NO FREIO
Fabricação de semicondutores cairá 11,6%

Os gastos mundiais com a fabricação de equipamentos semicondutores devem totalizar US$ 38,9 bilhões em 2012, um declínio de 11,6%, frente a 2011, quando os números atingiram US$ 44 bilhões.

As informações são do instituto Gartner.

Segundo a pesquisa da consultoria de mercado, o ano corrente manterá os baixos investimentos vistos no setor ao longo de 2011.

BRASIL
Qualcomm: chips 4G no Brasil em 2013

A promessa foi feita pelos executivos da empresa à presidente Dilma Rousseff e ao Ministro das Comunicações Paulo Bernardo.